Mais uma comunidade é contemplada no Projeto Água no Semi-árido

Mais uma comunidade foi contemplada dentro do “Projeto Água no Semi-árido: Promovendo Segurança Alimentar, Inclusão Social de Jovens e Geração de Renda no Meio Rural”, desta vez a comunidade do Assentamento Icó e adjacências, no município de Pocinhos no Cariri paraibano.

Durante toda esta sexta-feira(18) agricultores e agricultoras jovens e adultos participaram de um intercâmbio de agricultores realizado pela equipe da ONG PATAC e do Coletivo Regional de Educação Solidária numa ação que tem o patrocínio da Petrobrás e que objetiva proporcionar a segurança alimentar e melhoria de renda das famílias agricultoras, com ênfase na inclusão dos jovens, mediante um processo de formação e mobilização social através da implementação de práticas de manejo sustentável dos recursos hídricos.

Stúdio Rural compareceu ao local acompanhando todas as atividades que se iniciaram ás 08 horas da manhã com uma visita a propriedade da família do agricultor, Manoel José Pereira de Oliveira, Manoel Pindoba, no Sítio Teotônio naquele município, com ações estruturadoras que têm como referência uma barragem subterrânea construída no primeiro semestre deste ano e que está proporcionando o plantio de culturas diversas para a alimentação da família e ao mesmo tempo o plantio de culturas destinadas ao alimento dos animais bovinos. “Eu via falar pela televisão aí eu tinha uma idéia que dava certo, então fiquei sempre com aquela vontade, aí apareceu esses projetos e Zé Maciel da Caiçara me convidou para ir olhar e fui achando bom e ajeitamos com ele e conseguimos fazer uma, graças a Deus estou pensando que vai dar certo”, argumenta o agricultor ao falar da esperança de organizar silos com a ração já plantada naquela barragem e guardar os produtos para serem utilizados nas épocas de secas associadas á outros produtos alimentícios plantado no local.

A partir das 11:00 horas da manhã as famílias se reuniram na Associação do Assentamento para a apresentação de um filme mostrando as experiências de famílias de agricultores na região, trabalho cultural em que aparecem depoimentos das famílias mostrando resultados dos trabalhos realizados e fazendo um diagnóstico de como era a qualidade de vida antes das ações desenvolvidas pelas famílias em parceria com as entidades, como se deu o trabalho organizativo e como está a qualidade de vida na atualidade.

No início da tarde as famílias presentes se reuniram para a construção do Canteiro Econômico(foto) que consiste num trabalho alternativo apresentado pelos técnicos do Patac e que proporciona aos agricultores produziram verduras e plantas medicinais com economia de água em todas as épocas do ano.

Para a secretária da Associação dos Agricultores do Icó, Donizete Dantas Gonçalves, tratou-se de evento muito aproveitável para as famílias daquela comunidade porque o que foi apresentado, em termos de fazer o canteiro econômico, é uma forma diferente de se produzir racionalizando os recursos hídricos contidos naquele assentamento. “Na seca isso aí vai ser uma coisa muito boa que vai economizar muita água e ajudar muito na plantação de verduras e acho que é muito bom, vale muito a pena”, argumentou a liderança referindo-se ao modelo de canteiro confeccionado pelas famílias de agricultores orientadas pela equipe Patac e Coletivo Regional e referindo-se ao filme apresentado style=mso-spacerun: yes>  com experiências exitosas de outras famílias acompanhadas pelas entidades.

Stúdio Rural também entrevistou o técnico do Patac, agrônomo Emanoel Dias, que fala sobre as experiências e tecnologias apresentadas para as famílias de agricultores que são mobilizadas por representantes de outras famílias de agricultores que já vivem a experiência e que já retiram frutos deste trabalho. “Na verdade o grande objetivo aqui hoje é de está trocando experiências entre os agricultores, os conhecimentos deles estão sendo valorizados de agricultor para agricultor onde eles vão está mostrando suas experiências, colocando em prática e valorizando a partir do que tem no local sem levar produtos de fora”, argumenta o agrônomo.

O presidente da Associação, Pedro Gonçalves, ao dialogar com Stúdio Rural disse que o trabalho apresentado através do vídeo representou muito para os presentes estimulando as famílias para desenvolver um trabalho sustentável de produção.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top