Mandioca é tema durante Semana da mandiocultura envolvendo microrregiões paraibanas

Representações da agricultura paraibana, pesquisadores, extensionistas, agricultores interessados no cultiva da mandioca das regiões Zona da Mata Norte, Brejo Paraibano e

Serra de Teixeira estão participando de uma semana destinada a discutir e expor tecnologias para a mandiocultura no território paraibano.

Eventos com oficinas, visitações de campo e intercâmbios de compartilhamentos de tecnologias estão acontecendo e ou já aconteceram em cidades como Santa Rita, Mari, Bananeiras, Solânea com o objetivo de compartilhar conhecimentos das tecnologias já trabalhadas nessas regiões e discutir novas tecnologias pesquisadas e já em aplicação por entidades como Embrapa, Empaer, dentre outras. “A gente formatou aqui um grupo de trabalho, um GT pra trabalhar a cultura da mandioca aqui na Zona da Mata e Brejo paraibano, esse trabalho começa tomar dimensão já se espalhando lá pra região da Serra do Teixeira e esse grupo de trabalho formado pela Prefeitura Municipal de Mari, outras prefeituras como Santa Rita, Rio Tinto dentre outras, Universidade Federal da Paraíba de Bananeiras, UFPB João Pessoa, UFPB Areia, Sescoop-PB, Senar, Sebrae, Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura Familiar, o Ministério da Agricultura, Anvisa esses órgãos todos dentro desse pool de entidades e instituições está formatando um Plano de Desenvolvimento do Arranjo Produtivo da Mandioca do Estado da Paraíba”, explica o secretário da Agricultura de Mari, Severino Ramos do Nascimento, em entrevista ao Stúdio Rural, detalhando o conjunto das atividades na Semana da Mandiocultura Paraibana que está acontecendo de 27 a 31 de janeiro trabalhando os eixos: agroalimentar com a produção para a alimentação humana e animal com todos os seus derivados; produção agroenergética com a inclusão de novas tecnologias na produção e agregação de valor aos produtos; além do eixo Inovação tecnológica que visa desenvolver, transformar e viabilizar métodos e protocolos tecnológicos, produtos e serviços a serem aplicados no segmento da mandiocultura, visando a responder anseios e desafios da sociedade e do meio ambiente.   

Na última segunda-feira e terça-feira, 27 e 28, o município de Mari promoveu visitas aos cultivos comerciais de mandioca naquela municipalidade com visita e avaliação aos novos materiais genéticos de mandioca em unidade produtiva; mesa redonda sobre a cultura da Mandioca e perspectivas para o Estado da Paraíba além de amplas discussões e planejamento de ações para a mandiocultura na Paraíba.

Na quarta-feira(29), no município de Santa Rita, aconteceram visitas a uma área de cultivo de mandioca; Reunião com produtores de Mandioca na sede da COOPRAFE dentre outras atividades.

Na quinta-feira(30), reunião com agricultores e agricultoras do município de Bananeiras e região além de professores e técnicos ligados à área e visita aos produtores de mandioca no município.

Em Rio Tinto, nesta sexta-feira, 31 de janeiro, está acontecendo visita aos produtores e às casas de farinha de CAMPAT.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top