OCB promove Lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo 2021

Representações da Câmara dos Deputados, Senado Federal, Ministérios do Governo brasileiro, Banco Central, representações de cooperativas participaram do Lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo 2021 em evento que aconteceu na tarde do 23 de abril último, de forma virtual.

Durante o evento falou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina; presidente da Frente parlamentar do cooperativismo na Câmara dos deputados, deputado Evair de Melo; presidente do Banco Central, Roberto de Oliveira Campos Neto; presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; além do presidente da OCB nacional, Márcio Lopes de Freitas. (Clique e veja)

Para a OCB, a Agenda Institucional do Cooperativismo reúne as principais pautas de interesse do setor em tramitação nos poderes legislativo, executivo e judiciário já chegando neste 2021 num formato mais interativo fazendo que que o evento contasse com representações da política e da economia brasileira. “Pessoal, nós somos um setor com uma proposta ímpar de atuação, nós temos peculiaridades de um modelo de negócio que é pautado no esforço coletivo e no compartilhamento, fazer com que as especificidades das cooperativas sejam contempladas na legislação tributária brasileira é um ponto fundamental para o crescimento do cooperativismo e do país, afinal de contas o Sistema OCB representa hoje mais de 15 milhões de cooperados, distribuídos em mais de 5 mil cooperativas que representam 427 mil empregos formais”, explica a facilitadora do evento ao passar a palavra ao presidente da instituição cooperativista.   

Márcio Lopes fez a abertura do evento fazendo um balanço de realidade do cooperativismo no território nacional mostrando que o segmento vem dando respostas positivas de superação dentro da crise enfrentada em consequência da Covid-19. “Nós podemos dizer que encerramos o ano de 2020, com todo esse processo da pandemia, com todos esses desajustes na economia, com todas essas modificações e mudanças físicas nas empresas e instituições, nos mercados, nas cabeças das pessoas que tiveram também muitas mudanças, mas nós tivemos o cooperativismo mostrando uma resiliência e uma capacidade de superação muito boa. Pra vocês terem uma ideia, as nossas cooperativas agrícolas tiveram fechando um desempenho de crescimento acima de 10% na média nacional, as nossas cooperativas de créditos, nossas cooperativas financeiras que são muito bem reguladas pelo nosso Banco Central estão crescendo aí próximo de 20% na média nacional em todos os índices”, inicia o presidente Márcio Lopes fazendo balanço e trabalhando perspectivas para o futuro próximo do cooperativismo nacional.      

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top