Parceria fortalece agroindústrias familiares no segmento de sucos e polpas

Empreendimentos agroindustriais familiares contarão agora com mais um apoio para o desenvolvimento e o fortalecimento das pequenas e médias agroindústrias de frutas no Brasil, em especial no segmento de produção de sucos e polpas. Isso será possível graças ao termo de cooperação técnica assinado entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por intermédio da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), e o Instituto Brasileiro de Frutas (IBRAF).

A informação foi repassada pela assessora da Secretaria de Agricultura Familiar, Palova Souza Brito, dando conta que nesta segunda-feira (14), em Brasília, acontece a reunião de formalização da parceria, com as presenças do secretário da SAF/MDA, Adoniram Sanches Peraci; do diretor presidente do IBRAF, Moacyr Saraiva Fernandes; e, ainda, o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Alessandro Teixeira.

O termo de cooperação, segundo Brito, promove, por meio do Plano de Desenvolvimento Setorial (PDS) de Frutas Processadas, realizado pela ABDI, a consolidação e o desenvolvimento do setor em vários pólos de fruticultura do Brasil, envolvendo pequenos e médios fruticultores. A execução desses projetos propicia também a interligação entre o setor público e privado. “Segundo o coordenador-geral de agroindústrias da SAF/MDA, José Batista, o termo possibilita o desenvolvimento de ações como o levantamento e a caracterização da atual configuração das agroindústrias familiares do setor de frutas”, informa.

Em contato com Stúdio Rural, a jornalista informou que algumas ações, frutos desta cooperação, já estão em andamento citando como exemplos o estudo para recuperação da Central de Cooperativas Nova Amafrutas, em Benevides, no Pará, e o desenvolvimento de um condomínio agroindustrial com a participação do assentamento União, para comercialização e agroindustrialização do abacaxi, em Miranorte, no Tocantins.

Brito informou, ainda, que o instrumento de formulação e execução da Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE) do Governo Federal, o PDS de frutas é uma parceria entre ABDI e IBRAF, que se fundamenta na gestão e na operação da cadeia agroindustrial de frutas do País, lembrando que 4,8% das empresas beneficiadas com o plano estão na região Norte, 48,2% no Nordeste, 5,9% no Centro-Oeste, 32,7% no Sudeste e 8,3% no Sul do Brasil. “A meta do PDS de Frutas Processadas é beneficiar mais de 300 empresas do setor agroindustrial, envolvendo 34 mil postos de trabalho nas atividades industriais e 118,2 mil no segmento agrícola”, finaliza.

Fonte Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top