Pleitos do setor canavieiro nordestino são debatidos em Brasília

A operacionalização do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (PEPRO) para a cana-de-açúcar e também o processo de inclusão da cultura canavieira na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) são alguns dos temas que serão debatidos nesta terça-feira (29), em Brasília.

A informação foi repassada pela assessora de comunicação da Asplan, Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, News Comunicação, justificando que o presidente da entidade, Raimundo Nonato Siqueira participou na manhã de hoje, juntamente com técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento do Ministério da Agricultura, de uma reunião onde discutindo esses e outros pleitos do setor canavieiro nordestino e que o encontro terá continuidade às 17h00 de hoje na sala de reuniões 02, do primeiro subsolo do Edifício Antônio Ernesto de Salvo, SGAN, Quadra 601, Módulo K, em Brasília.

Segundo News, de acordo com o dirigente da Asplan a expectativa é muito positiva, dizendo ser necessário o Governo Federal assuma o compromisso de reparar, o que ele chamou de as injustiças que vêm sendo praticadas contra os fornecedores de cana, pois o segmento produtivo não tem mais condições de continuar investindo em cana-de-açúcar, recebendo pela tonelada do produto um valor menor que nossos investimentos em sua produção.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top