Produção e área cultivada do cajueiro-anão precoce aumentam no Ceará

Um relatório da Supervisão Estadual de Pesquisas Agropecuárias do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) do Ceará aponta uma expansão na produção e no cultivo do cajueiro-anão precoce no estado. Em 2008, o cajueiro-anão precoce participou com 19% da produção de caju do Ceará, com quase 23 mil toneladas e ocupou 11% da área colhida com cajueiro no Estado, com cerca de 43 mil hectares.

A informação é da assessora de comunicação daquela unidade de pesquisas, Teresa Ferreira, justificando que para 2009, o IBGE estima um crescimento de 24% na área colhida com cajueiro-anão, que vai responder por quase 54 mil hectares, ao passo que o cajueiro comum não deve ter acréscimo. “A produção de cajueiro-anão deve ultrapassar 33 mil toneladas. Ainda segundo o relatório, o impacto do cajueiro-anão na produtividade do cajueiro no Ceará foi de 10% em 2008”, explica a jornalista, acrescentando que a produtividade no Ceará foi de 312kg/há e que sem o cajueiro-anão, a produtividade teria sido de 285kg/ha.

Ela informou que atualmente, o cajueiro-anão precoce vem sendo cultivado nos estados do Ceará, Piauí, Rido Grande do Norte, Maranhão, Pernambuco, Bahia, Pará, Tocantins, Mato Grosso e São Paulo, sendo conhecido no mundo inteiro pela sua precocidade e alta produtividade. “A Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza/CE), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento tem no melhoramento genético do cajueiro-anão precoce, um dos carros-chefes da pesquisa na área agronômica”, relata, complementando que o chefe-geral da Embrapa Agroindústria Tropical, Vitor Hugo de Oliveira, considera que os números do IBGE apenas confirmam que a tecnologia do cajueiro anão precoce é perfeitamente viável e, quando plenamente adotada pelos cajucultores brasileiros, promoverá uma mudança positiva no agronegócio caju.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top