Programa de Inclusão Digital da Emater-RN será apresentado na Campus Party do Brasil

O programa Escola de Inclusão Digital e Cidadania da Emater-RN (EIDC) será apresentado no Campus Party do Brasil, edição 2008. style=mso-spacerun: yes>  O evento é o maior encontro de comunidades da internet do mundo, vai acontecer no período de 11 a 17 de fevereiro em São Paulo.  style=mso-spacerun: yes> 

11.0pt mso-bidi-font-size: 12pt;>Segundo a assessoria de comunicação da Emater-RN, a EIDC é um dos principais programas de inclusão digital do Governo do Estado. O programa está sendo levado a 63 municípios do Rio Grande do Norte, com instalação de 70 escolas, tendo como objetivo principal, a qualificação de jovens e adultos oriundos da agricultura familiar. “As escolas são dotadas de terminais de computadores, com programas avançados, com acesso gratuito a Internet. Alguns softwares foram doados pela Microsoft”, argumenta, acrescentando que o projeto de Inclusão Digital da Emater-RN foi selecionado pela comissão organizadora do evento, em função do bom desempenho que vêm obtendo nas comunidades rurais. O programa executado pela Emater-RN é fruto da parceria do Governo do Estado com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

11.0pt mso-bidi-font-size: 12pt;>Ao contatar com Stúdio Rural, a assessoria informou que o Campus Party Brasil reunirá em cerca de 150 ativistas da inclusão digital, que estão envolvidos em projetos desenvolvidos, implantados ou apoiados pelo Governo Federal ou pelas suas empresas e que o evento também vai promover o acesso à tecnologia e às redes de informação. Em uma iniciativa pioneira.

11.0pt mso-bidi-font-size: 12pt;>Além de aproveitar, justifica, a programação da Campus Party, os convidados participarão de um seminário sobre os desafios da inclusão digital, no qual serão debatidos temas como o uso intensivo das tecnologias da informação na educação e a participação popular nos processos de inclusão. 11.0pt mso-bidi-font-size: 12pt;>“Com essa iniciativa, a Campus Party se torna um espaço para que os ativistas da inclusão digital troquem experiências e participem das discussões com diferentes atores da sociedade da informação”, relata, acrescentando que, além disso, os transforma em multiplicadores desse relevante debate nas suas cidades de origem.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top