Projeto algodão orgânico inicia colheita na região de Remígio-PB

Famílias agricultoras produtoras de algodão orgânico na região de Remígio, Curimataú paraibano, estão iniciando o processo de colheita do produto desta safra 2021 em assentamentos rurais de Remígio, Algodão de Jandaíra, dentre outros.

Luiz Póstimo da Silva Júnior é agricultor familiar produtor no Assentamento Queimadas, município de Remígio, participou do Domingo Rural desta semana falando sobre os desafios das famílias agricultoras neste ano agrícola em parceira com as entidades assessoras e garante estar sendo um ano de produção satisfatória. “Aqui na região do Gabinete(Assentamento Queimadas) é forte demais, temos Suzana, Seu Zé de Sinésio, Alexandre, Antônio Marinho, é uma galera imensa, até em Casserengue também já temos produção, então existe uns trinta agricultores que já estão conseguindo se sobressair com a produção”, explica Júnior.

Ele evidenciou a importância da assistência técnica das entidades parceiras no repasse de conhecimentos e na conquista de novas tecnologias adaptadas ao cultivo algodoeiro em toda a região, fazendo com que a produção aconteça com um processo de agregação de valor ao produto a ser entregue ao mercado comprador e diz que o movimento tem plano de dobrar a produção na safra 2022.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural /

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top