Remígio está com tudo pronto para a realização do festival regional da agroecologia

A cidade de Remígio, Agreste paraibano, vai sediar o 7º Festival da Agroecologia em evento que acontece durante a próxima sexta-feira, sábado e domingo(08, 09 e 10) com atividades no urbano e rural daquela municipalidade.

O tema foi evidenciado no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural deste final de semana a partir de entrevista com o e secretário da Agricultura do município, Antônio Junio da Silva; e com o pesquisador da Embrapa Algodão Marenilson Batista da Silva que detalham os três dias de compartilhamento de saberes e culturas. “Durante esses três dias estará sendo realizado várias atividades com relação a produção agroecológica aqui do município, teremos dias de campo, teremos seminários, desfiles de moda, rodas de conversas, apresentações culturais, enfim são três dias de atividades de exposição do que tem de produção agroecológica aqui no nosso município”, explica Antônio Junio, ao dialogar com nosso público ouvinte, acrescentando ter muito o que ser mostrado do ponto de vista do que já foi feito e das perspectivas para 2020 e anos subsequentes.

“Tudo pronto para a acontecer o sétimo festival da cultura agroecológica de Remígio que começou lá atrás como festa da colheita do algodão, como nós sabemos que a agroecologia é muito mais que só uma cultura, a agroecologia é segurança alimentar da família, é segurança alimentar do rebanho e cultura de renda, o algodão entra muito forte nisso e esse festival tem exatamente essa função de celebrar a colheita do algodão e das outras culturas, o algodão tem sido destaque maior onde nós temos, além da renda do agricultor, tem servido de modelo para o país e para o mundo”, explica o pesquisador Marenilson Batista detalhando um conjunto de atividades e intercâmbios realizados com organizações e pessoas de diversos estados do semiárido, de outras regiões brasileiras e de outros países. “Aproveito a audiência do seu programa para convidar as pessoas do Rio Grande do Norte, as pessoas de Pernambuco, as pessoas da Paraíba, do Curimataú paraibano, da Serra de Araruna, lá do Cariri paraibano, de Campina Grande para aproveitar esse momento e ver todo o trabalho que está sendo feito com algodão orgânico no estado da Paraíba que vai ser apresentado aqui no município de Remígio”, explica Batista.

Conforme os entrevistados, o evento consta de ampla programação que se inicia na manhã da sexta-feira pela feira agroecológica, realização de um dia de campo no Assentamento Queimadas, audiência pública da Assembleia Legislativa da Paraíba discutindo a importância da agroecologia para o município e para a Paraíba, e na parte da noite diversas atividades culturais estarão em evidência. O sábado será iniciado por um seminário tratando os avanços e desafios da cadeia produtiva do algodão orgânico no estado da Paraíba, momento em que estarão presentes pessoas e organizações da cadeia que vai desde quem produz, pesquisa, assessora até o mercado; no período da noite acontecerá o desfile de moda com mostras e exposição dos produtos do algodão colorido. Já no domingo, durante todo o dia e noite, diversas atividades estarão sendo trabalhadas.     

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo