Representações do Polo e de sindicato do Brejo falam sobre ações 2014 na agricultura familiar

Objetivando falar sobre as ações iniciais para o ano agrícola 2014 no Polo Sindical da Borborema é que Stúdio Rural entrevistou o coordenador do Polo Sindical e das Entidades da Agricultora Familiar do Polo da Borborema, Nelson Anacleto e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Nova, Manoel Antônio de Oliveira, Nequinho(foto) com entrevista expositiva no programa Universo Rural do dia 16, 17 de janeiro e Programa Domingo Rural do dia 19 de janeiro.

Ao participar de nossos programas radiofônicos, Nelson Anacleto explicou que o Polo Sindical, que congrega 15 municípios com 14 sindicatos de trabalhadores rurais e suas organizações sociais, acredita ser possível avançar muito neste ano de 2014 já a partir do conjunto das jornadas da agricultura familiar nas bases municipais e regional com papel de fazer seu planejamento de estratégias com ênfase nas ações prioritárias para o cotidiano do ano nas diversas ações temáticas do Polo Borborema.

Nelson falou sobre o trabalho com o plantio da batainha agroecológica associado ao trabalho com o banco de sementes das variedades trabalhadas em município do Brejo/Agreste; sobre o trabalho desenvolvido com bancos de sementes da paixão nos municípios do Polo, sobre o processo de regularização fundiária desenvolvido nos municípios de Remígio e Lagoa Seca dentre outras ações e disse lamentar que essas ações não sejam dialogadas por todo o estado via Fetag, Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba que teria o papel de interiorizar as ações de interesse da agricultura familiar do estado da Paraíba. “Já conseguimos avanços porque já tem aí R$ 7,5 milhões anunciado pelo Governo Federal para que o Governo do Estado, através do Interpa, já comece esse ano também em vários municípios do Território da Borborema para ter suas propriedades regularizadas e aí eu queria dizer a você meu caro dirigente sindical das outras regiões do estado: nós precisamos fazer com que essa luta da regularização cheque de fato também nas outras regiões, nós conseguimos aqui porque temos um polo organizado em um território, mas precisamos ter uma federação forte em 2014, que sensibilize o Governo Federal para fazer em todos os quatro cantos do estado da Paraíba e nós temos condições de fazer isso porque nós já estamos encapando essa luta aqui na região da Borborema”, explica Anacleto ao se reportar ao trabalho em curso e as eleições daquela federação que acontecerá no mês de março e que contam um agrupamento em uma nova chapa na qual consta com ele na presidência de chapa.

Entrevistado por nossa equipe Stúdio Rural, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Nova, Manoel Antônio de Oliveira, Nequinho, falou sobre o trabalho que está sendo feito naquele município em sintonia com as entidades do Polo Sindical da Borborema e garante que para quem sobreviveu de forma equilibrada a seca de 2012 e 2013, o município terá um ano agrícola bem melhor baseada no acúmulo de tecnologias sociais implementadas em diversas propriedades rurais associadas ao conjunto das experiências trabalhadas pelas famílias agricultoras via entidades da agricultura familiar do município.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top