Representações garantem que fusão de empresas fortalecerá agropecuária paraibana

O novo governador do estado da Paraíba, João Azevêdo (PSB), iniciou o governo e o ano de 2019 autorizando a fusão das empresas de pesquisas e extensão além do órgão responsável pela reforma agrária no Estado num só instrumento para o desenvolvimento da agropecuária e do acesso a terra por meio de políticas públicas para a inclusão ao importante meio de produção, a terra.

Entrevistados no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural o presidente da unificada, Nivaldo Moreno Magalhães; e do Sinavez, Odnilson Alves de Aguiar, garantem ser uma atitude correta e eficiente para o exercício dos desempenhos e funções.

“Eu vejo com bons olhos porque é uma forma de colocar as nossas empresas tudo juntas onde todos os funcionários trabalharão de forma integrada, melhorando a gestão e automaticamente o atendimento ao agricultor, especialmente ao agricultor familiar”, explica Odnilson Alves de Aguiar.

“Eu gostaria de dizer que foi uma decisão corajosa e acertada do governador João Azevedo, foi um trabalho que já vem desde uma consultoria que foi feita e que o governador Ricardo Coutinho, de uma forma inteligente, de uma forma respeitosa, criou primeiro a Gestão Unificada (Emepa, Emater e Interpa) e me colocou pra presidir as três e agora com a medida provisória 277 o governador João Azevedo fez economia de gastos, fez praticidade e fez um grande benefício à sociedade na qualidade do serviço que vai chegar, porque agora é um comando só e agora é uma empresa só e empresa enxuta, empresa sem qualquer vício, sem qualquer questão trabalhista”, explica Nivaldo Magalhães em contato direto com nosso público ouvinte. Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo