Representante de máquinas capacita tratoristas dos municípios contemplados com retroescavadeiras do MDA

Durante dois dias, o represente da indústria nacional Randon, Joacy Pereira Silva coordenou uma capacitação destinada a cerca de 80 servidores dos 42 municípios paraibanos contemplados com máquinas Retroescavadeiras adquiridas pelo Ministério Desenvolvimento Agrário (MDA), através da Ação de Aquisição de Máquinas e Equipamentos, para recuperação de estradas vicinais do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), do Governo Federal.

O treinamento aconteceu durante a quarta-feira (13) e quinta-feira (14) no Parque de Exposições Carlos pessoa Filho, em Campina Grande, onde estão expostos os equipamentos e que serão entregues aos representantes de cada município em data a ser definida até o final deste mês. “O objetivo desse treinamento aqui é capacitar os operadores para que eles estejam aptos a fazer movimentação e operação com equipamentos, não é só entregar o equipamento na mão do operador e deixar dito como se foi entregue, sem passar pela capacitação devida, é resgatar também as informações que eles trazem do dia a dia deles pra vê se tem alguma abordagem de melhoramento em nosso equipamento que precise ser feito, precise ser adequado e deixar eles aptos a trabalhar com esses equipamentos”, explica Pereira ao dialogar com Domingo Rural justificando que, além de apostilas e material técnico, os componentes de cada município ficam com os contatos da Randon Nordeste para que tirem dúvidas dentre outras.

Jefferson Lima Palmeira é assessor técnico da Delegacia Federal do MDA na Paraíba e, em entrevista no Programa Domingo Rural deste domingo(17/06) e Universo Rural da última sexta-feira(15/06), falou sobre o treinamento promovido, sobre o papel das máquinas em cada município, sobre como foi feito para a aquisição dos equipamentos nas discussões territoriais, sobre novos editais para aquisição de novas máquinas para outros municípios e sobre os critérios de aquisição e uso dos atuais equipamentos que chegarão nos municípios através de recursos não reembolsáveis pelo município. “São 42 máquinas num investimento do Governo Federal de cerca de R$ 7 milhões de reais e fundo perdido, é doação mesmo para a prefeitura, o papel dos atores sociais vai ser fazer o controle social dessas máquinas para que o uso delas não seja direcionado para outras finalidade, o local de escolha(em Campina Grande) é porque é mais central”, explica aquele representante federal dizendo que o tratamento dado pelo governo central tem sido de ampla democracia, de forma que todos os municípios estão sendo contemplados a partir das discussões territoriais e participativas. “Mesmo considerando que a atual conjuntura política é eleitoral nesse ano os critérios de seleção foram meramente técnicos, foram demandados a partir das ações e discussões dentro dos territórios”.

José de Sousa Coelho, Maninho, é operador de máquinas no município de Sumé, Cariri Ocidental, participou do treinamento e, entrevista ao Stúdio Rural, disse que muito instrutivo para quem não tinha muita noção sobre novos equipamentos e agregou adicionou conhecimentos para àqueles que já trabalham com essa linha de veículos de tração e garante que a capacitação ajudará no processo de manutenção do equipamento e garante que a retroescavadeira será de ampla serventia nas diversas atividades da agricultura familiar. “Lá ela vai ter o que fazer e muito, porque lá está bastante seco e estamos cavando cacimba para os pequenos agricultores que não têm condições de alugar uma máquina pra cavar, então a prefeitura cedendo a gente já vai e faz a custo zero para o pequeno agricultor”, explica.

Na Paraíba foram contemplados os municípios de Alagoa Nova, Arara, Areal, Baia da traição, Baraúna, Borborema, Cacimbas, Cacimba de Dentro, Caldas Brandão, Capim, Casserengue, Congo, Coxixola, Cuité, Desterro, Esperança, Itapororoca, Jacaraú, Livramento, Lucena, Mãe D’agua, Monteiro, Mari, Massaranduba, Parari, Pedras de Fogo, Pedro Régis, Pitimbu, Prata, Queimadas, Remígio, Riachão do Poço, Rio Tinto, São José dos Cordeiros, São José dos Ramos, São Miguel de Taipú, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sapé, Sobrado, Sumé, Teixeira e Zabelê.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top