Seminário e semiárido são temas trabalhados no Programa Domingo Rural

A importância do Instituto Nacional do Semiárido enquanto instrumento que aglutine todos os setores da região semiárida e o potencial do semiárido enquanto meio que acolhe uma ampla diversidade de vidas foi tema trabalhado no Programa Domingo Rural deste domingo(29/04) ao entrevistar o pesquisador da Embrapa Semiárido Pedro Carlos Gama da Silva; a representante do INSA, Instituto Nacional do Semiárido, Ana Paula Silva dos Santos e o professor da Universidade Federal de Campina Grande, Daniel Pereira Duarte que falam sobre o seminário que aconteceu na sede da instituição, os dias 18 e 19 de abril, em Campina Grande e sobre a construção de uma grande conferência do semiárido que está sendo construída para acontecer em 2013 e envolverá todos os estados no contexto de semiárido.

“A importância do evento é reunir aqui instituições e organizações não governamentais em torno do semiárido, acho que essa visão plural que o INSA está implementando parece muito interessante, muito interessante a medida que você trás visões totalmente diferentes das várias instituições e entidades que trabalham nos diversos segmentos da sociedades, então vejo essa característica como a grande importância do evento”, explica Pedro Gama fazendo verdadeira síntese do trabalho que as unidades da Embrapa fazem em pesquisas adaptáveis ao semiárido e sobre o papel que essa empresa de pesquisas vai poder exercer no Instituto do Semiárido.

“Esse workshop é extremamente importante para nossa região, pra população do semiárido considerando que ele vai possibilitar, não só o instituto, mas as diferentes instituições e organizações que atuam na região pra possibilitar um olhar mútuo não só das problemáticas, mas também das potencialidades e das particularidades da nossa região para que nós possamos ter esse olhar e pensar a viabilidade e possibilidade de políticas e alternativas que venham de fato impactar de forma positivamente na qualidade de vida da população”, comenta a representante do INSA, Ana Paula Silva dos Santos. Ela disse que o instituto possibilitará amplo diálogo entre as diferentes instituições e organizações que atuam em diferentes áreas do rural e urbano do semiárido. “O instituto está instalado em Campina Grande, mas ele trabalha para a população do semiárido e eu até diria que é um instituto do povo do semiárido, portanto a gente tem que pensar a partir da realidade da vida cotidiana da população do semiárido”, explica Paula afirmando que todos os estados farão um amplo trabalho de estudos que reúna experiências e vivências que serão apresentadas na conferência ampla do semiárido a acontecer no próximo ano.

Falando aos ouvintes das emissoras parceiras, o professor Daniel Duarte Pereira explicou que o ano de 2013 será marcado com a realização da conferência do semiárido que reunirá informações com a realidade de uma região como um todo e daí dará grandes contribuições para a construção e execução de políticas públicas de desenvolvimento sustentável da região já que contará com a participação e crítica dos povos de toda a região. “São dois momentos importantes: primeiro o pessoal está se conhecendo, se integrando e segundo alicerçando a construção dessa política”, comenta Duarte Pereira afirmando que esse diálogo se estenderá para todos os estados para que se construa um momento importante na conferência de 2013 que possa dar verdadeira contribuição para o desenvolvimento da região.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top