Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimadas realiza mais um mutirão com a juventude camponesa

Objetivando trabalhar dinâmicas educativas que unam conteúdos utilizados nas escolas tradicionais com as práticas de convivência com o semiárido nas propostas de educação contextualizada a partir dos potenciais locais é que o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimadas realizou, em parceria com a AS-PTA, enquanto órgão integrante do Pólo Sindical e das Entidades da Agricultura Familiar da Borborema, mais um encontro de crianças e jovens estudantes, desta vez na escola da comunidade Lutador daquele município. O evento aconteceu na manhã do dia 31 de outubro num trabalho que envolveu jovens, crianças e familiares das comunidades Bela Vista, Lutador e Furnas.

“Esse é um trabalho que fazemos desde 2008 e a cada dia aumenta mais crianças, cada dia o mutirão fica melhor porque nesse dia eles fazem atividades, mas uma atividade diferente porque eles pintam, eles desenham, eles escrevem, mas só que é um tema que eles conhecem que é falando da agricultura. Hoje mesmo foi como armazenar as sementes, trata-se de um assunto que está em contato com eles dia a dia como por exemplo a sementes que eles acabaram de lucrar e agora os pais estão preparando pra guardar a semente para plantar no próximo9 ano, então é uma conteúdo que realmente é diferente do dia a dia da sala de aula que é um conteúdo que eles não conhecem e muitas vezes eles não gostam e não sabem pra quê que está trabalhando aquilo. Então o mutirão é muito importante, muita gente ver com outros olhos, mas na minha opinião esse mutirão trouxe para nossa escola mais alunos porque a nossa escola antes só tinha 19 alunos, hoje tem 47 entre Furnas, Bela Vista e Lutador II que é a escola que tem mais alunos, esse mutirão veio para aqui porque eu conheci o mutirão através do sindicato, na pessoa de Anunciada e hoje as famílias participam veem o desempenho dos alunos através de trabalho”, explica a professora Joselita de Andrade Pereira Araujo, Lita, durante sua participação no Programa Universo Rural e Domingo Rural das nossas emissoras de rádios parceiras.

“A importância desse mutirão é que mostra pra nossas crianças a importância da nossa semente na agricultura familiar, o que eles veem em casa é exatamente o que eles também veem na escola, então é como meus sobrinhos dizem é um dia de aula diferente. E é que ficam pensando e vendo que todos vivem e pensam a mesma coisa e agem da mesma maneira que eles”, explica a jovem agricultora e coordenadora de grupo naquela comunidade, Adailma Ezequiel Pereira, garantindo que tudo se deu num dia de aula com cultura via teatro dentre outras formas culturais de repassar conhecimentos.

“Aqui foi discutido como a gente deve armazenar as sementes junto a essas crianças porque a gente trouxe pra cá valores e vem trazendo desde o começo que é assim que a gente trabalha para que elas permaneçam, cuidem e sejam agricultores de verdade, agricultores experimentadores”, argumenta Márcia Patrícia que faz parte no processo organizativo daquele da comunidade via associação de agricultores e sindicato.

Ana Paula Cândido é jovem agricultora e diretora do sindicato dos trabalhadores com ênfase na educação juvenil camponesa e, ao dialogar com nossa equipe, disse ser um trabalho que o sindicato vem fazendo junto as associações no município e com as entidades do Pólo Sindical nos município que compõem aquele polo num processo que envolve 15 municípios. “É um trabalho muito forte e é uma expectativa muito boa que a gente tem de desenvolver esse trabalho com a infância e com a juventude também do município de Queimadas, em especial hoje aqui no Lutador onde a gente vem fortalecendo a agricultura familiar, mantendo o conhecimento das crianças naquele conhecimento que eles já têm com os pais e aí queremos fazer florescer, fazer com que as crianças realmente ponham em prática aquilo que conhecem e aquilo que sabem dentro da comunidade”.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top