Técnicos moçambicanos recebem treinamento da Embrapa na identificação de ácaros e insetos

Três técnicos de Moçambique, África, participaram do Curso Coleta, preservação e reconhecimento de insetos e ácaros em agroecossistemas promovido pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, no período de 6 a 16 de maio, em Brasília, DF.

Segundo a assessora daquela unidade de pesquisas, Fernanda Diniz, o curso faz parte do Projeto Pró-Savana, realizado em parceria entre a Embrapa e o Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), com o apoio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, trabalho coordenado pelo pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Norton Pólo Benito, ações que têm como objetivo treinar os técnicos moçambicanos na coleta, preservação e reconhecimento de insetos e ácaros. “Os técnicos participantes foram selecionados pelo Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM)”, explica Diniz, acrescentando que a República de Moçambique, situada na costa oriental da África Austral, está entre as dez piores nações no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e tem PIB equivalente ao do estado do Piauí.

Ao dialogar com Stúdio Rural, aquela assessora explicou que as aulas práticas foram realizadas nos laboratórios da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e da Embrapa Cerrados (Planaltina, DF) e objetivaram treiná-los em técnicas de: coleta e extração de insetos e ácaros em culturas agrícolas do cerrado; reconhecimento de famílias e visualização de caracteres taxonômicos, entre outras.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top