Território rural realiza festa da agricultura familiar por um Cariri Oriental livre dos agrotóxicos

Agricultores familiares e entidades participarão do Dia da Agricultura Familiar do Território do Cariri Oriental paraibano, evento que acontece na cidade de Boqueirão durante a próxima quarta e quinta-feira(27 e 28 de julho) e contará com capacitações e formações dentro de oficinas temáticas que abordarão temas diversos a exemplo de capacitação sobre o Programa Arca das letras, ações em políticas públicas de governos além do mutirão de documentação da trabalhadora rural que é uma ação do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

O evento também contará com festividades da agricultura familiar quando será lançada a campanha ‘Cariri livre dos agrotóxicos’, dando ao evento um caráter de campanha por alimentos saudáveis.

Segundo o articulador estadual dos territórios do estado da Paraíba, Antonio Junio da Silva, o evento conta com apoio e participação do Banco do Nordeste, Embrapa Algodão e Transferência de Tecnologias, Conab, Banco do Brasil, dentre outras que estarão expondo seus trabalhos e ações que tem contribuindo com o melhor desenvolvimento do território para a convivência com o semiárido e garante que as experiências mostram ser preciso e necessário fazer agricultura sem o uso dos agroquímicos. “Tanto as experiências como dados que comprovam que a utilização excessiva dos agrotóxicos tem causado malefícios a saúde como pessoas com câncer, degradação nos sistemas ambientais com resíduos sólidos nos alimentos, então assim, além das experiências, nesse dias também vai ser mostrado quais os danos que o uso de agrotóxicos trazem para a saúde das pessoas no seu dia a dia, então será um momento de alerta e no final do evento, cada município, cada caravana vai assumir um compromisso e vai estar levando um estandarte da campanha de livre dos agrotóxicos pra está levando pra seu município pra fazer junto as escolas onde a gente vai ter adesivos que vai ser espalhado por todo o território para que a gente possa trabalhar essa questão dos alimentos saudáveis no território”, explica aquele articulador ao dialogar com Stúdio Rural.

Junio disse que a expectativa é que haja participação de cerca de 800 agricultores e agricultoras familiares que se somarão aos órgãos de governos e não governamentais e garante que a SEDAP estará presente apresentando ações e tecnologias de fortalecimento da pecuária e agricultura regional a exemplo do trabalho com silos, fenações e as variedades de palmas resistentes a Cochonilha do Carmim.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top