Cidade de Ouro Velho distribui sementes do governo federal e cobra ação do governo do estado

Sementes de milho e feijão do Programa Sementes para o Nordeste do governo federal em parceira com a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias, já estão sendo distribuídas pela prefeitura municipal da cidade de Ouro Velho, no Cariri paraibano. A cidade foi contempla com 2.590 quilos de milho e 906,5 quilos de feijão envolvendo 259 famílias de agricultores.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Segundo o secretário de agricultura daquele município, Londinaldo de Oliveira Sousa(foto), o programa é de fundamental importância já que diante das dificuldades enfrentadas pelas famílias de agricultores, o acesso a semente faz com que eles não deixem de plantar os seus campos e ao mesmo tempo possam se enquadrar no Programa Garantia Safra. 

Oliveira esclareceu que o número de famílias contempladas representa apenas 50% do número participante no Garantia Safra o que tem causado constrangimento em razão do número de famílias que reivindicam mas que ficam sem receber a semente. “Com essa quantidade a gente atende no máximo 50% dessa quantidade e o restante fica nesse aguardo. Ontem mesmo eu distribuindo eu dizia: olha você não está enquadrado na lista dos classificados, não é que ele não faça parte do Pronaf, mas são famílias que foram classificadas no Garantia Safra e nós aguardamos também que a secretaria de agricultura do estado veja isso também, não só o governo federal, não só o MDA mas a secretaria estadual também tenha um olhar diferente pra gente ver se a gente atende melhor o produtor principalmente num ano desse que a gente tem boas perspectivas de inverno”, lamenta o secretário daquele município.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Ele disse que espera mais empenho por parte das entidades dos agricultores cobrando do governo paraibano um programa de sementes para fortalecer a agricultura familiar estadual e disse que o município já está fazendo sua parte com a distribuição de tratores para a preparação do solo e disse que com a qualidade do solo, se houver empenho por parte do governo haverá melhorias significativas na qualidade de vida das famílias de agricultores e na economia daquele município.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top