Conab e parceiras discutem certificação do arroz vermelho no vale do Piancó

Entidades de agricultores e governamentais estão discutindo o projeto de certificação de origem do arroz de cidades do Vale do Piancó polarizadas pela cidade de Santana dos Garrotes, Sertão paraibano.

Segundo o técnico da Conab Paraíba, Paulo Eduardo Silva Oliveira(foto), Várias reuniões já foram realizadas n busca da certificação de origem que é o primeiro passo para o processo no MAPA, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, buscando um padrão para que justifique a certificação.

Oliveira informou que as ações estão avançadas em toda aquela microrregião citando como exemplo um trabalho que está sendo feito com o Sindicato dos Produtores Rurais de Santana dos Garrotes com projeto CPR Estoque junto a Conab. “É um projeto que eles vão participar com o produto, mas só que esse produto não vai para o estoque do governo, eles vão receber esse adiantamento dessa venda, vão ao mercado, vão colher e beneficiar o produto e no vencimento desse contrato, desse CPR eles vão pagar aquela importância que receberam antecipadamente”, explica Paulo afirmando que a grande vantagem é que as famílias produtores não vão cair na mão dos atravessadores já que tem o recurso de forma antecipada para ter melhor opção de mercado dentro da realidade da oferta e da procura.

Paulo explicou que são muitas as vantagens do processo de reconhecimento por parte do Ministério já que o crédito da qualidade do produto passa a ser a partir do reconhecimento style=mso-spacerun: yes>  por dentro das estruturas do próprio estado. “É aquela história, quando você fala em champanhe você lembra de cidades importantes lá da França, então tem certos produtos, frutos de reconhecimentos, de consumo mundial que você adere pela marca, é aquela história de quando alguém fala em carne de sol: carne de sol é a do Nordeste, em especial lá de Caicó, porque ganhou fama, ficou aquela marca patenteada”, explica Oliveira, dizendo que isso será o que acontecerá com o arroz do Vale do Piancó paraibano.

Em contato com os ouvintes dos programas e emissoras parceiras de Stúdio Rural Paulo falou sobre as qualidades apresentadas no arroz vermelho e já reconhecidas no meio dos consumidores locais e que a partir de um trabalho sistematizado esses conhecimentos chegarão ao conhecimento do mercado consumidor amplo.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top