Delegacia do MDA Paraíba realiza reunião do Comitê dos Territórios da Cidadania

A delegacia do MDA, Ministério do Desenvolvimento Agrário na Paraíba, realizou na última quinta-feira(18) em João Pessoa mais uma reunião do Comitê de Articulação Estadual(CAE) que envolve componentes de entidades governamentais estaduais e federais no Estado da Paraíba e que, dentre os temas em evidência, discutiu o papel do CAE junto aos Colegiados e Fóruns paraibanos.

“O objetivo da reunião do Comitê de Articulação Estadual do Território da Cidadania é exatamente monitorar as ações do território no nosso estado, e entendemos que ficou perfeitamente claro a necessidade de fazer com que essas ações cada dia mais chegue perto dos nossos agricultores e agricultoras e de todas as pessoas que vivem nos territórios”, explica o delegado federal do desenvolvimento agrário no estado da Paraíba, Marenilson Batista da Silva, ao dialogar com Stúdio Rural, momento em que falou para os ouvintes das Emissoras e Programas em Rede sobre o que representa o território para o desenvolvimento das três regiões incluídas que são: Território da Zona da Mata Sul, Zona da Mata Norte e Território da Borborema. Batista lembrou que as definições de projetos para 2008 já foram postas e que já se está na fase de se definir a execução das ações governamentais no estado, papel que inicialmente cabe ao Comitê.

Participante no evento, Stúdio Rural entrevistou o representante da Secretaria de Relações Institucionais do governo federal, José Roberto Martins Ribeiro, que veio á Paraíba objetivando coordenar e identicar quais são as dificuldades enfrentadas no estado para que o programa seja definitivamente implantado e as ações realizadas. “Na realidade o governo federal tem procurado através de Brasília, do Comitê Executivo Nacional do Território da Cidadania, em todos os estados procurar agilizar esses processos. Na realidade existe uma base inicial de uns três ou quatro meses que começou realmente a implantação aqui na Paraíba e os ajustes é justamente entre os órgão federais e os órgãos estaduais que têm que fazer uma fazer uma articulação para que as ações sejam realmente implantadas e á sociedade civil e aos municípios cabe cobrar essas ações”, argumenta Martins Ribeiro.

Nalfra Maria de Queiroz Sátiro é coordenadora estadual dos Territórios, falou com a equipe Stúdio Rural e disse que a reunião cumpriu sua função e que da reunião já saiu um encaminhamento para reuniões e capacitações que acontecerão no próximo mês quando a partir daí será montado uma agenda própria de trabalhos.

A reunião contou com a participação de representantes da SDT/MDA, Conab, Seplag, Funasa, Chesf, Funai, BNB, Banco do Brasil, SFA-PB, Interpa, Emater-PB, Embrapa dentre outras.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top