Famílias de Santo André recebem capacitação sobre recursos hídricos do P1+2

Famílias agricultoras do município de Santo André, Cariri paraibano, receberam uma capacitação de dois dias, num trabalho desenvolvido pelo PATAC, Programa de Aplicação de Tecnologias Apropriadas as Comunidades em parceria com as representações do Coletivo de Educação Solidária do Cariri, Seridó e Curimataú, gestores do Projeto P1+2 que é financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

A capacitação aconteceu durante os dias 29 e 30 de julho na comunidade Alegre, envolvendo famílias daquela comunidade e das comunidades, Malhada Vermelha, São Félix e Lagoa que trabalharam todo o processo de sensibilização de como gerenciar os recursos hídricos do novo empreendimento associado ás ações já existentes na propriedade familiar que tem a primeira água através da cisterna de placas e a partir de então passa a contabilizar a cisterna calçadão com capacidade para 52 mil litros de água destinada ao suporte produtivo animal e vegetal.

Para a agricultora, Rubevânia Araújo Matias, residente na comunidade Malhada Vermelha, a chegada da cisterna calçadão vem alimentar a capacidade produtiva das famílias que passarão a produzir linhas de produtos alimentícios que antes só eram possíveis no período das chuvas e mesmo assim sofrendo fortes ataques de insetos com predominância para os períodos chuvosos e garante que a capacitação veio trazer nova luz de como utilizar de forma mais racional a água existente na propriedade com destaque para o trabalho com canteiros econômicos já utilizados pelas entidades em outras comunidades rurais. “Bastante importante, muito importante mesmo para as pessoas que convivem aqui com o semiárido no Cariri, é uma conquista para as famílias que vivem aqui”, relata a agricultora dizendo que muitas famílias ainda não tinham a visão de como valorizar melhor os recursos hídricos existentes na propriedade e com as novas discussões e passam a ter outros interesses.

Para a agricultora e mobilizadora social do Coletivo, Zilma Rúbia Maximino Dantas, o enontro foi de fundamental importância já que aquele município tem uma malha hídrica favorável e a cisterna calçadão só vem ajudar já que são muitas as famílias que tem vontade de trabalhar o plantio de culturas alimentícias diversificadas durante todo o ano e ficam impossibilitadas por falta de estruturas básicas. “Se tem uma coisa que é de muita importância nesse programa é a formação, sãos essas reuniões que nós temos, esses encontros que a gente tem que as famílias passam a perceber que elas são importantes, que aquilo que elas estão fazendo lá é importante e que é um trabalho, que não é nada novo que está chegando hoje, mas que já tem todo um trabalho, uma discussão e portanto uma caminhada”.

Antônio Carlos Pires de Melo, Tonico, é do PATAC e disse que o encontro sobre a gestão da água para produção de alimentos foi de fundamental importância onde as famílias puderam avaliar o que pode ser feito com a água armazenada na pequena propriedade a partir da reflexão feita em que cada família participa como sujeito que pensa e planeja conforme a realidade de cada propriedade rural, vendo como envolver outras famílias na comunidade na busca de alternativas de convivência semiárida da microrregião.

Ao contatar com os ouvintes das emissoras parceiras de Stúdio Rural, Tonico informou que com o final do período chuvoso o trabalho já terá início na parceria com o Coletivo de Educação e das famílias agricultoras da região. “Primeiro foi a escavação dos buracos, parte das famílias já escavaram os buracos num trabalho de mutirão e agora vai ser o processo de construção que também vai ser de forma coletivo, em mutirão, vai ter o apoio para a alimentação no sentido de potencializar e favorecer esse trabalho de mutirão”, relata Tonico, justificando que todo o material já foram adquiridos materiais para a construção de 74 cisternões naquela microrregião.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top