Feira do produtor reinicia venda direta ao público campinense na UFCG

O pátio da Universidade Federal de Campina Grande(UFCG), Campus Campina Grande, volta a ser palco da oferta da diversidade dos produtos agrícolas das famílias agricultoras dos municípios da região de Campina Grande assessoradas e organizadas pelos escritórios locais da Empaer.

Entrevistado no Notícias Agrícolas da Rádio Stúdio Rural, o gerente regional da Empaer, Ailton Francisco dos Santos, detalhou o conjunto das atividades desenvolvidas pelas famílias para ofertar a diversidade e a qualidade dos alimentos que estarão sendo oferecidos na manhã da quarta-feira, 22 de dezembro. “Durante a pandemia ficou meio complicado, as pessoas sem poder ter contato direto, todas as nossas feiras pararam, foram retomando aos poucos. Primeiro a gente conseguiu reabrir a do Parque do Povo que já está funcionando normalmente, a das Malvinas aos sábados já está funcionando, e agora estamos retornando com a da Universidade”, dialogou Ailton, em entrevista que, em seguida, circulou com nossos milhares de ouvintes leitores cadastrados em nossas redes sociais.

Ailton explicou que, mesmo diante da seca e falta de água, a agricultura familiar está conseguindo ofertar uma ampla diversidade que vem das regiões Agreste, Cariri e Brejo cada uma com suas especialidades produtivas. “Em termos de produção está normal, embora estamos com passando por um período muito crítico na região do Brejo com um dos anos mais seco, Lagoa Seca também está enfrentando um dos anos mais seco de sua história e é onde se produz muita hortaliça, Campina Grande foi também muito afetada com essa estiagem, mas de maneira geral a produção continua”, reforça.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top