Monteiro sedia capacitação em fabricação de sacolas retornáveis via cooperativa campinense

A cidade de Monteiro, Cariri Ocidental paraibano, estará promoverá uma capacitação de fabricação de sacolas retornáveis dentro da dinâmica de um mundo sustentável, evento que acontece durante a terça, quarta e quinta-feira(17, 18 e 19 de abril), no Clube de Mães daquela cidade caririzeira.

Em contato com Stúdio Rural, a diretora presidente da Coopnatural, empresária Maysa Motta Gadelha, falou sobre o objetivo do evento explicando ser uma ação parceira dos deputados João Henrique e Edna Henrique, através do Clube de mães daquela cidade, visando dar oportunidades às famílias monteirenses de aumentar suas rendas com a fabricação de sacolas retornáveis. “Essa capacitação, eu em conversa com a doutora Edna Henrique, nossa deputada federal aqui da Paraíba, ela começou dizer do Clube de Mães que tinha lá em Monteiro com mais de duzentas mulheres, e todo mundo que parte para uma capacitação de costura parte para o negócio de camiseta, roupa íntima e que sofre uma concorrência muito grande pra botar esses produtos no mercado, então o que pensei? Pensei: bom, se nós promovêssemos um curso de sacolas retornáveis, o mercado para essas sacolas seria a própria cidade, os mercadinhos, alguns eventos que cidade promova, e aí Edna comprou a ideia e hoje a instrutora já foi pra Monteiro e amanhã começa o curso de três dias que terá 40 mulheres onde estarão fazendo seis modelos diferentes de sacolas retornáveis”, explica ao iniciar diálogo com Stúdio Rural.

Gadelha evidenciou que o mundo está mudando muito rápido e os costumes e leis também, justificando que em vários estados brasileiros as sacolas plásticas já estão proibidas e em breve essa proibição chegará à Paraíba afirmando que a cooperativa tem exercido papel importante para o fortalecimento da agricultura familiar sustentável em todo o estado da Paraíba. “A Coopnatural tem uma atuação em toda a Paraíba, hoje nós estamos plantando algodão orgânico com a parceria importantíssima com a Norfil, com a Empaer e com a Embrapa, inclusive plantando na região de Monteiro, Sumé e em todo o Cariri paraibano onde já mandamos a semente e já plantaram algodão”, reafirma.  

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo