Município de Caturité encontra-se sem plantio da safra 2008 em Razão das fortes chuvas

A cidade de Caturité, Cariri paraibano, encontra-se prejudicada para a safra agrícola 2008 em razão das chuvas que estão caindo em quantidade elevada e as terras encontram-se todas encharcadas sem permitir o corte da terra com tratores e ou mesmo cultivadores.

Segundo o presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável daquele município, José Faustino Neto(foto), com o plantio de sementes precoces, a exemplo do milho e feijão que foram distribuídos pelo governo federal, é possível se fazer uma excelente safra já que o mês de abril representa um mês acima do período correto para o plantio e uma semente de ciclo curto poderá fazer com que as famílias de agricultores daquele município plantem tão logo as chuvas se normalizem e possam ter lucro neste ano 2008. “Nós estamos já hoje em 09 de abril e estamos com mais de 50% das terras pra serem cortadas, inda, decorrente da pluviosidade das águas que é muita, está atolando muito os terrenos e não estamos tendo condições de fazer o corte de terra, mas graças a Deus nós estamos prevendo que vai ser um ano muito produtivo principalmente para os rebanhos você vê que já tem uma pastagem muito boa e esperamos que este ano haja uma grande fartura de pastagem e também no lucro”, argumenta Faustino Neto ao contatar com Stúdio Rural.

Faustino diz que este é um ano bom ano para se armazenar ração para os animais que associado ao potencial da região na criação de bovino e caprinos de corte e de leite será um suporte para o fortalecimento da agricultura e pecuária do município conforme ele explica. ”As vezes acontece alguns imprevistos, é importante que haja uma grande responsabilidade dos criadores no sentido de armazenar suas forragens, como é de seu conhecimento nós estamos recebendo agora bem próximo as enceradeiras, já estamos programando as unidades de demonstração, lá já está preparado o terreno e eu acredito que todos os municípios estão fazendo e agindo desta forma e vamos nos preparar porque o criador ele tem que ter o mesmo cuidado que tem para guardar a alimentação humana também para guardar a sua forragem, a sua alimentação para seus animais”, argumenta.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top