Umbu gigante na PB, via entrevista, é destaque em Domingo Rural desta semana

A cultura do umbu gigante, já bem disseminada nos sertões da Bahia e norte de Minas Gerais, passa a ser trabalhada aqui no semiárido paraibano a partir de um trabalho desenvolvido por um coletivo de profissionais técnicos, agricultores, estudiosos, consumidores, dentre outros através do Grupo Umbu Nordeste que vem nivelando as discussões entorno da cultura do umbu nos estados nordestinos.

Entrevistado no Programa Domingo Rural do último domingo(21), o extensionista rural paraibano Everton de Souza Bronzeado falou sobre o trabalho com o umbu gigante aqui no estado a partir de variedades comuns no Sertão da BA e MG. “Nesse ano de 2021 nós já realizamos duas lives que foram um sucesso de participação e acesso dos internautas incrível, eu vou citar a grande ação que nós realizamos no ano de 2020: mesmo diante da pandemia, eu e o professor Geraldo Baracuhi fizemos uma visita técnica à região polarizada pelo município de Vitória da Conquista na Bahia pra conhecer as experiências exitosas dos agricultores locais com a cultura do umbu gigante, como também prospectar e viabilizar uma remessa mudas idôneas de qualidades para os membros do grupo aqui na região da Paraíba como também do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Alagoas”, explica Bronze justificando que já foi transferido mais de mil mudas para plantio das mudas em unidades produtivas dos membros do Grupo Umbu Nordeste na PB, PE, RN e AL. “Foi feito todo um procedimento de aquisição das mudas, pagamento dos fornecedores, frete, parte de impostos, de tramitação legal junto ao Ministério da Agricultura, junto as Defesas Agropecuárias Vegetais, carrego, descarrego e a distribuição aqui na região”, explica Bronze acentuando que o ponto de recepção e distribuição das mudas foi na cidade de Campina Grande.

Aquele extensionista explicou que foram priorizados componentes do Grupo Umbu que passam a desenvolver as unidades denominadas de ‘áreas de observação ou áreas experimentais’, unidades que estão distribuídas em microrregiões diversas da Paraíba dentre outros estados. “Então vai ter área experimental, por exemplo o professor José Dantas, aposentado da universidade aqui de Campina Grande, vai plantar sua área lá em Santa Luzia que fica no Seridó Ocidental paraibano; temos também aqui de Campina o empresário José Farias Holanda, tem o casal em Barra de Santana, Pedro e Dilma Trovão; tem outro colega que vai implantar uma área em Sossego, no Seridó Oriental; tem outro colega que vai implantar uma área em Olivedos, outro em Serra Branca, e as outras quantidades de mudas, em menor volume, foram distribuídas para a Universidade Federal da Paraíba em Areia, através da professora Silvanda e professora Rejane; outra parte foi para a Escola de Agronomia de Pombal, outra parte para o professor Ovídeo lá em Sousa; outra parte pra Catolé do Rocha, colega Evandro; e à alguns membros que adquiriram as mudas em menor quantidade”, explica aquele represente da extensão paraibana e componente do Umbu Nordeste.      Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top