Assessor técnico garante que urina da vaca leiteira surte efeito na agricultura orgânica

Utilizar urina da vaca leiteira tem apresentado importantes resultados que tem dado condições de produzir de forma orgânica, experiência que vem sendo desenvolvida por agricultores familiares em diversos estados brasileiros.

Aqui no Estado da Paraíba, são muitas as experiências trabalhadas com produtos naturais retirados da própria propriedade rural a exemplo de famílias de agricultores e agricultoras da região do Cariri Ocidental composta pelos municípios polarizados pela cidade de Monteiro que já conta com uma feira agroecológica com venda direta aos consumidores.

Stúdio Rural conversou com o técnico da Coopagel, Nelson Ger AR-SA mso-bidi-language: PT-BR; mso-ansi-language: EN-US; mso-fareast-language: Roman?; New ?Times mso-bidi-font-family: Calibri; mso-fareast-font-family: ?Calibri?,?sans-serif?; FONT-FAMILY: 115%; LINE-HEIGHT: black; COLOR: 11pt;>ônimo da Costa(foto), que desenvolve um trabalho com a urina da vaca em lactação e garante que surte importante efeito no controle de insetos evitando que se transformem em pragas. “Nós temos aí um estudo onde nós encontramos uma publicação da UFRJ onde eles nos mostram nessa publicação a importância da urina de vaca, a urina de vaca depois de feito a coleta só podemos usá-la nas plantações depois de três dias que é quando essa urina de vaca se transforma em amônia, sendo, portanto, um fertilizante e também pelo odor que tem muito forte serve de repelente de insetos evitando esses insetos nas plantas. Também é um produto estimulador de raízes, de galhos quando se faz um processo de estaquia das plantas, então há um detalhe interessante que a pesquisa da Universidade do Rio de Janeiro informa é que a urina dessa vaca deve ser coletada de vacas que estão no período de lactação”, justifica o profissional afirmando que se for uma vaca fora da lactação o produto não tem a mesma capacidade de nutrientes.

Ao conversar com nossa equipe ele explicou que o agricultor deve colocar 1 litro de urina da vaca após os três dias de coletada em 99 litros de água e disse que o produto tem validade de até um ano que deve ser guardado em garrafas plásticas e em local escuro.

Ele informou que a urina da vaca em lactação é um excelente purificador no plantio de estacas de cultivos diversos devendo o agricultor misturar 1 litro da urina em 1 litro de água, pegar a parte da estaca que será enterrada ao solo por um período de 5 minutos, deixar secar a sombra e em seguida levar para o plantio.

Quando se trata do processo de pulverização das plantas ele lembrou que o agricultor deve fazer chover de forma fina semelhante a uma névoa diretamente na folha, prática que serve como repelente e como fertilizante das plantas. “Tange os insetos pelo odor e tangendo os insetos está evitando que ele esteja atacando a planta e a alimentação na planta é através da adubação foliar porque nós sabemos que se a gente for comparar um vegetal a um animal, a boca da planta é a raiz, mas com uma exceção na folhagem da planta também ela adquire alguns minerais para ser alimentada em toda a planta”, explica.

Nelson falou sobre o trabalho alternativo no controle dos insetos e nutrição de plantas com o uso de produtos vegetais e animais que vem dando condições para que as famílias produzam e coloquem no mercado alimentos de qualidade. “Nesses produtos nós temos pó de folha de NIM com a indicação de uso para um conjunto de insetos que esse produto controla, temos a urina de vaca que também funciona como adubo foliar para as plantas e também repelente de insetos, temos aí também o estrato de pimenta do reino, temos o estrato de alho, então todos esses produtos são coisas que a gente vem aplicando e vem controlando os insetos”, relata aquele profissional dizendo que não se trata de um produto que mata de forma direta os insetos, mas que pela sua repelência faz com que esses pequenos serem se afastem, limitem sua capacidade reprodutiva e estabeleça uma realidade de equilíbrio.

Para Nelson o que funciona na agricultura orgânica é o conjunto das ações desempenhadas de forma integrada a exemplo do uso da minhocultura no suplemento do processo da organicidade e disse que pouco a pouco os resultados estão sendo melhores e eficientes.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top