Barra de Santana continua ações e recebe 50 mil mudas de palma resistentes a Cochonilha

Após a onda de eventos de conscientização realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana e entidades parceiras, o município desta vez recebeu mais 50 mil mudas da palma resistente a Cochonilha do Carmim numa ação desenvolvida pela Coapecal, Cooperativa Agropecuária do Cariri e o deputado Doda de Tião e que envolveu cerca de 500 produtores rurais daquele município do Cariri Oriental paraibano.

A entrega da cultura foi feita no último dia 20 de março no centro daquela cidade e contou com o empenho dos próprios produtores rurais associados da Cooperativa que trabalharam o processo de mobilização junto aos diversos outros produtores em comunidades diversas em todos os recantos do município. “Isso já é resultado das ações que foram feitas anteriormente nas questões daquele seminário onde fomos procurados por outras parcerias de lideranças locais, participação também do deputado da região Doda de Tião que nos procurou e nós fizemos e distribuímos com a Coapecal na participação já que uma das bases de coleta de leite nossa é Barra de Santana, fizemos a parceria e no dia 20 conseguimos distribuir 50 mil raquetes da palma resistente a Cochonilha no município”, explica o diretor presidente da Coapecal, Marcelino Trovão de Melo, acrescentando que há um grande empenho por parte de todos os interessados na economia e na vida social do município associados dos diversos municípios componentes da cadeia produtiva do leite e garante que a grande vantagem de Barra de Santana é que todos começaram a se mobilizar antes da entrada da Cochonilha no município.

Trovão lembrou que cada agricultor pecuarista recebeu cerca de 100 raquetes para que iniciem o processo de multiplicação e que o técnico da Emater local, Marcelo Oliveira, tem-se colocado a disposição dos produtores no sentido de esclarecer quaisquer dúvidas existentes sobre como plantar a nova variedade forrageira. “As vezes a gente pensa que cem raquetes não é nada, mas para fazer os bancos de sementes para cada produtor, isso é importantíssimo, a gente sabe que com cem raquetes em um ano em cada unidade dessas pode proporcionar a ele de 10, 15 raquetes, então você multiplique aí dez vezes em um ano. Agora é importante frisar o conhecimento pra trabalhar com essa palma já que ela tem várias particularidades style=mso-spacerun: yes>  e então essa questão da assistência técnica e orientação, o pessoal tem que está buscando orientação pra que não perca pelo pé e pelo menos essas raquetes ele consiga multiplicar porque tem várias particularidades que tem que ser trabalhada nisso aí e a assistência técnica tem que vir para o produtor, então os órgãos oficiais têm que se envolver nisso para orientar o produtor nesse sentido”, comenta aquele diretor cooperado e pecuarista.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, Paulo Medeiros Barreto, disse que a entidade sindical está acompanhando todas as ações para fortalecer a pecuária já que trata-se da principal atividade econômica do município com um caráter de geração de renda e inclusão social o que faz com que os componentes da direção sindical estejam mobilizados para fazer com que cada raquete entregue chegue ao seu resultado final que é ser plantada, acompanhada com a assistência necessária que proporcione multiplicação de cultura forrageira e ao mesmo tempo conhecimento tecnológico. “Graças a Deus começamos essa luta batalhando para promover aquele seminário trazendo essas discussões, mobilizar os agricultores produtores do nosso município e aí os frutos já estão começando a aparecer, recentemente foi distribuído 50 mil mudas através da cooperativa e do deputado Doda de Tião e esperamos agora que venham outras pessoas a exemplo do prefeito do município que venha também trazendo raquetes para distribuir com nossos agricultores, nossos produtores que estão aguardando também o incentivo por parte do poder municipal, a secretaria do município tem que dar as cartas e dar a cara no que é que ela está querendo fazer ou qual é o pleito da secretaria para o município”, reivindica aquele diretor sindical e lembrou que as lideranças estão cumprindo as metas e compromissos assumidos dentro do I Seminário Regional de Convivência com a Cochonilha do Carmim(Clique e leia) que aconteceu no dia 10 de fevereiro naquele sindicato e contou com participação de pecuaristas, agricultores e autoridades de municípios diversos do Cariri Oriental, Cariri Ocidental, Agreste e Curimataú da Paraíba além de segmentos das universidades, pesquisa, Bancos, extensão dentre outros.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top