Cariri paraibano ganha Campus da UFCG e entidades já se reúnem para planejar grade curricular

O Cariri paraibano já tem como certo a criação do Campus da UFCG, que terá sua sede na cidade de Sumé, cariri Ocidental paraibano, a partir da autorização do Presidente Lula na semana passada, e para comemorar e discutir a estruturação da grade curricular para o novo Campus, lideranças do Cariri, estudantes da Universidade Camponesa, professores dentre outras estiveram reunidos no último sábado(29) na sede do Museu Interativo do Semi-árido, no Campus da UFCG em Campina Grande. Na reunião as lideranças colocaram em pauta diversos assuntos relacionados ás estratégias da grade curricular a ser apresentada em segundo momento com um grupo maior de pessoas interessadas no desempenho das atividades da futura casa de ensino.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Stúdio Rural compareceu ao local e conversou com lideranças do Cariri paraibano, estudantes e componentes da Universidade Camponesa, educadores, Embrapa, representações das entidades de agricultores familiares dentre outros que falam sobre o significado da existência de um Campus para a educação pública superior na microrregião caririzeira do Estado da Paraíba.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>O professor da UFCG, Daniel Duarte Pereira, fala sobre o que foi discutido no sábado e sobre o que se espera com a existência do Campus no Cariri paraibano. “Na verdade nós nos reunimos aqui, representações principalmente da região do Cariri, algumas lideranças, alunos da Universidade Camponesa, técnicos professores no sentido de consolidarmos a implantação do Campus do Cariri”, relata Daniel Duarte justificando que o Campus terá vários Cursos, alguns diurnos, outros noturnos, mas que um deles mereceu um olhar especial na reunião que é o de Gestão de Desenvolvimento Rural por ser uma inovação e que dará forte contribuição ao desenvolvimento da agricultura familiar da região. Daniel informou que nesta primeira parte foi fechado quase que por completo a grade curricular e que em um segundo momento será discutido as ementas e adequações da realidade num momento que contará com a presença de agricultores e lideranças camponesas como componente da construção.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Para o professor e ex-secretário de agricultura em Sumé, Romério Soares, o Campus representa uma grande alegria para os caririzeiros, para estudantes da região semi-árida da Paraíba e Pernambuco, e especialmente Sumé que se beneficia de forma direta com a chegada do empreendimento educativo.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Para a professora e ex-diretora da Escola Agrícola de Sumé, Francisca Bezerra Duarte, Quiquinha, a chegada do Campus da UFCG naquela cidade vem fortalecer desde a cultura até a economia além de projetar a cidade para com o estado e os demais estados da federação, acrescentando que tudo representa uma luta de componentes da própria UFCG, de representações da sociedade e lideranças políticas locais.

A articuladora do Território do Cariri, Maria José Jovem, disse que o que mais chama a atenção da criação daquele Campus em Sumé é a forma participativa dos segmentos da sociedade em geral, mostrando que é uma tecnologia que já nasce com as características da cultura da região. “Já vem sendo trabalhado desde 2004 e é uma luta que vem da base e nós estamos muito satisfeitos com a criação do Campus que é um suporte importante tanto para o município como para o Território, o município de Sumé com essa instalação vai se desenvolver muito e só tem a ganhar porque os filhos dos agricultores vão ter condições de estudar no próprio município, no próprio Território”, argumenta a liderança.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Já o representante da Embrapa, Heleno Alves de Freitas, disse ser um curso que realmente atenderá aos filhos de agricultores e a sociedade em geral do Cariri que terão a educação superior pública mais perto de suas casas com menor custo e excelente qualidade curricular enquanto agregador de valor para a agricultura sustentável da região. “A nossa organização da sociedade civil, a união dos políticos no Cariri e a força do nosso povo caririzeiro associado a vontade de superar as dificuldades, que são diárias, mostra que com esse suporte que nós já temos: a garra, a coragem, a dedicação e o amor a nossa terra e, juntando a potencialidade da região com o conhecimento que virá através desse Campus em Sumé é esperado que possamos sair de uma situação de penúria e de atraso para evolução e o crescimento sustentável respeitando nossas potencialidades sem agressões a natureza”, argumenta Freitas.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Alexandre Eduardo é agrônomo, técnico da Emater e componente da Universidade Camponesa, participou do encontro na UFCG, discutindo a inclusão da UFCG na cidade de Sumé e diz que a forma participativa como surge a UFCG na região caririzeira por si só já é um processo didático e educativo numa visão de mundo sustentável e de responsabilidade social conforme ele evidencia dentro da avaliação feita. “Isso começou em 2003 com o Projeto Universidade Camponesa a criação do Campus avançado na Escola Agrícola de Sumé, então lá estavam os caririzeiros e as caririzeiras, lá se discutia a degradação ambiental, lá se discutia as cadeias produtivas, lá se discutia as situações em sala de aula e, são dessas discussões feitas que iniciaram pequeninhas que foi tomando corpo, foi alcançando um leque maior de instituições e de pessoas participando e de repente tínhamos gente de São João do Tigre, de Soledade, São Sebastião do Umbuzeiro, Cabaceiras, Coxixola, Serra Branca, Monteiro, Sumé, Prata, Ouro Velho e aí vieram outras instituições, instituições internacionais como SIRAD, a nossa Embrapa, ONGs, Projeto Dom Helder Camara, prefeituras, a imprensa e isso criou um espírito tão forte, manifestações públicas forma realizadas e isso tomou corpo de forma que o presidente da república assinou nessa semana o chamado Campus da Universidade Federal de Campina Grande no Cariri paraibano”, relata Eduardo.

style=FONT-FAMILY: Roman?,?serif? New ?Times>Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top