Comitê de energia renovável visita área experimental no município Maturéia

Na manhã da última quarta-feira(16), a equipe do Comitê de Energia Renovável (CERSA), realizou uma visita técnica à área experimental do Centro de Educação Popular e Formação Social (CEPFS), com o objetivo de conhecer o local onde será implantada a usina fotovoltaica coletiva.

A informação é do mobilizador social José de Anchieta Assis ao dialogar com Stúdio Rural explicando que a ação faz parte da cooperativa de compartilhamento de energia solar que está sendo desenvolvido por meio do projeto Cuidando da Nossa Casa Comum, abraçado pelo CERSA, que nasce com o intuito de reduzir gastos com a conta de luz dos cooperados, e, consequentemente, aumentar a renda familiar nas comunidades da região.

Conforme a assessoria do CERSA, o professor Walmeran José Trindade Junior, do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), falou sobre o projeto afirmando que “dentro do projeto Cuidando da Nossa Casa Comum, temos como um dos objetivos construir uma cooperativa de compartilhamento de energia, para que ela sirva como um modelo para outras comunidades. Consiste em uma usina fotovoltaica coletiva, então, estamos no CEPFS, conhecendo o local onde será feita a instalação. É uma área fantástica de experiencias tecnológicas sociais e terá mais essa experiência”, falou.

Para José Dias Campos, coordenador executivo do CEPFS, a área experimental tem sido um espaço inspirador. “A área tem sido um espaço inspirador para que as pessoas possam, aprender e adaptar as condições em cada propriedade. Então, a nossa expectativa é muito boa para a instalação da miniusina de produção de energia solar”, disse.

No contexto atual do Brasil, é interessante o trabalho voltado para alternativas econômicas que não agridam o meio ambiente. Experiências de geração de energia a partir dos recursos naturais que contribui para esse crescimento das regiões ricas de tais recursos.

A cooperativa nasceu a partir do projeto “Cuidando da Nossa Casa Comum” que faz parte do Comitê de Energia Renovável do Semiárido (CERSA) e tem como parceiros o Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental, a Cáritas Brasileira, a Frente Por Uma Nova Política Energética Pra o Brasil e recebem o apoio da Misereor e Ação Social Diocesana de Patos. 

O Projeto “Cuidando da Nossa Casa Comum” preza pelos cuidados com a Mãe Natureza, portanto, desenvolve projetos relevantes no combate ao aquecimento global.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural / CERSA

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo