Cooperativa desenvolve campanha contra aftosa junto a pecuaristas do Cariri paraibano

Trabalhar junto aos pecuaristas de toda a região caririzeira objetivando alcançar número próximo aos 100% de vacinação contra a febre aftosa e tornar o estado livre da doença. Esse é o objetivo da Cooperativa Agropecuária do Cariri, Coapecal, que em dez anos de trabalho cooperado envolve cerca de 1.250 produtores de leite e uma produção leiteira diária que ultrapassa 50 mil litros de leite que, após beneficiado, é distribuído para o mercado da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco.

Segundo o diretor sócio da cooperativa, Marcelino Trovão de Melo, a empresa está fazendo uma campanha junto aos produtores com uma ação prática que vai desde veterinários, vacinas e material informativo sobre a importância da vacinação contra a doença, buscando contribui para que a Paraíba atinja a meta de vacinação e ao mesmo tempo fortalece a imagem da empresa junto ao mercado consumidor. “Nós estamos fazendo um trabalho, já colocamos nosso veterinário responsável por esse trabalho. Ele está fazendo uma visita pessoal em todos os tanques de resfriamento nosso de coleta pra mostrar como vai ser o trabalho nosso, nós estamos fazendo uma aquisição direta pelo laboratório da vacina como forma de repassar isso para o produtor num preço bem mais acessível e com o trabalho de parceria que nós fizemos a Secretaria de Agricultura, através da Defesa Agropecuária do Estado, de que o produtor da Cooperativa vacinando seu animal a própria cooperativa se responsabiliza de preparar o anexo, de passar todos os dados para a Emater e pra Secretaria da Agricultura e ele(o produtor)não tendo essa preocupação com nota fiscal nem com anexo pois a Cooperativa realiza todo o trabalho entregando toda a comprovação sem ele precisar se deslocar”, argumenta Trovão.

Ele disse que no ano passado os associados da cooperativa conseguiram chegar próximo de 100% no processo de vacinação e atribui a esse trabalho desenvolvido junto aos criadores associados. “O papel da Cooperativa é esse, trazer comodidade para o produtor e nós estamos oferecendo, e em contrapartida contribuir também a tornar a área livre, fazendo uma cobertura maior possível pra que a gente evolua, cresça e desenvolva e que a gente seja um Estado forte e com esse lado econômico de trânsito de animais livre, então sempre estamos dando nossa contribuição á nível de estado. Nossos produtores associados a Cooperativa sempre tem uma cobertura de quase 100% “, comemora o cooperativado, acrescentando que outras vacinações são feitas a exemplo da vacina contra a brucelose e tuberculose com um programa que está sendo desenvolvendo na busca de tornar a área livre desses problemas e buscando qualificar melhor os derivados do leite ofertado ao mercado consumidor.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top