Cooperativa intensifica beneficiamento da fruticultura e conquista mercados na região de João Pessoa

Com a meta de superar crises e dificuldades enfrentadas por todos os segmentos da economia em consequência da Pandemia do Corona vírus, a Cooperativa Frutiaçú de Rio Tinto, região de João Pessoa, vem intensificando o processamento de frutas, através do beneficiamento em polpas, além da agroindustrialização de uma diversidade de produtos da agricultura familiar da região.

O tema foi evidenciado no Programa Domingo Rural do último final de semana a partir de entrevista com o presidente daquela cooperativa, Benedito Tavares Souto, detalhando informações e ações fortalecedoras para a inclusão da produção agrícola no mercado local e assegura que novas parcerias estão se configurando com instituições de governos e mercados privados. “Estamos transformando diversos produtos tipo graviola, cajá, caju, mangaba. Temos um contrato com o exército e nós não podemos perder essas chances, estamos aprendendo muito com essa pandemia num aprendizado muito grande em que vamos sair mais fortes, se Deus quiser”, explica aquela liderança ao dialogar com nosso público ouvinte Domingo Rural.

Benedito explicou que um coletivo de cooperativas agropecuárias paraibanas estão planejando o processo de estruturação de pontos de comercialização da diversidade da agricultura e pecuária paraibana em Campina Grande e João Pessoa e garante que se não fosse a chegada da pandemia esses estabelecimentos comerciais já estariam em pleno funcionamento. “Estamos juntos em cooperativas formando um grupo pra ver se consegue abrir uma loja em João Pessoa e Campina Grande com dois pontos, são 24 cooperativas focadas nisso envolvendo Campina Grande, Itabaiana, Rio Tinto, Bananeira onde vão ter um centro de cooperativas onde se tem tudo da área rural”, explica justificando tratar-se de uma ação integrada pelo Sistema OCB/Sescoop-PB.    

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top