Coordenação do Fórum Cariri Oriental se reúne para discutir ações para desenvolvimento da microrregional

O Fórum de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Cariri Oriental Paraibano realizou reunião ordinária da coordenação na última terça-feira(05/04) em Boqueirão objetivando organização da plenária de recomposição do fórum; socialização do relatório do monitoramento dos projetos; socialização dos eventos no território para o mês de abril; socialização do PNAE nos municípios e informes Gerais.

Para o articulador daquela microrregião, José Batista Filho, que a cada dia fica mais claro que aquele território vem se fortalecendo com as ações discutidas e executadas que têm aparecido como reflexo na qualidade de vida das famílias no meio rural dos municípios envolvidos. “Em 2009 quando eu fazia parte na coordenação a gente sempre tinha dificuldade com alguns agricultores que não estavam informados, não sabiam o funcionamento dos programas, o funcionamento do fórum. Hoje como assessor a gente tem notado que os agricultores estão mais informados, estão mais acreditando nos projetos e questão que o Cariri está focando mais: a questão da forragem, porque é uma das principais alavancas para o desenvolvimento do território e aí acarreta que vem também a bovinocultura com o Programa Balde Cheio que a gente está aumentando, agora tem três e vai passar e vai passar pra seis cidades do território, tem a questão da caprinocultura e também q questão em que os agricultores estão acreditando mais para a criação das unidades demonstrativas de forragem e a gente não está encontrando dificuldade no entendimento dos agricultores”, explica Batista lembrando que em breve reuniões estarão acontecendo nos municípios de Alcantil, Barra de São Miguel e Soledade sobre o programa Balde Cheio nos municípios, reuniões sobre o plano de negócios da cadeia da caprinocultura além da entrega de projetos de apicultura compostos de casa de extração de mel nos municípios Barra de São Miguel, Caturité, Soledade, Boqueirão e Gurjão dentre outras ações.

O componente da coordenação territorial, José Faustino Neto, ao participar do Universo Rural, disse que o conselho iniciará um trabalho de animação para que as entidades diversas dos municípios possam participar mais das reuniões territoriais para que a cada dia as decisões sejam feitas com o entendimento de todas na busca do desenvolvimento regional e garante que as práticas e aprendizados estão bem avançados naquele território rural. “Como você vê eu levantei na re=união hoje encaminhamento para o fórum para que se mobilize no sentido de agilizar alguma forma de ajudar os produtores rurais de nossa região que vêm sofrendo aí com essa presença da cochonilha, hoje já é 5 de abril e ainda não teve inverno e o que é que vai se fazer, então levantei uma forma de fazer um encaminhamento pra o fórum no sentido de que se procure trazer algum enriquecimento de dos recursos hídricos em poços tubulares para que os criadores de gado que vêem a hora de ficar com seu rebanho morrendo de fome possam fazer alguma forragem, levantei também a questão da segurança pública que vem com uma deficiência muito séria aqui em nossa região. Nossa região de Caturité nos últimos quinze dias nós tivemos quatro a cinco assaltos e acontecimentos que não deviam está acontecendo por falta de segurança”, exemplifica Faustino Neto ao dialogar com os ouvintes do Programa Universo Rural da última quarta-feira, via Rádio Bonsucesso de Pombal AM 1180 kHz.

O articulador dos territórios no Estado da Paraíba, Antonio Junio da Silva, disse ter ido participar do evento em razão de importantes discussões que estão sendo implementadas para a as recomposições dos fóruns e colegiados que se iniciaram em 2008 e que na atualidade já precisam de importantes alterações já que algumas entidades municiais e regiões que estão na composição não têm comparecido demonstrando a importância de uma ampla mobilização e reformulação para o melhor aproveitamento das discussões e práticas nas ações a serem desempenhadas. “A gente também provocando para que os territórios façam uma análise sobre a recomposição porque tem muitas situações em que temos entidades que estão na composição e não tem aparecido, não tem dado ás caras como se diz dentro do processo de desenvolvimento territorial e é necessário que o pessoal faça uma análise porque é importante que se tenha um fórum de discussão com qualidade e não com quantidade e nesse sentido o pessoal está com esse ponto de pauta além de outros pontos como a questão do desenvolvimento da caprinovinocultura em que temos um trabalho aqui muito forte que o MDA apóia através da SDT com as consultorias para os planos de negócios, planos de cadeia e também a questão do PNAE que é tem um trabalho da base de comercialização que é apoiada por nós aqui nós territórios junto aos municípios com relação ao PNAE”, esclarece junio garantindo que no mês de maio acontecerá plenária de recomposição de entidades para a nova composição do fórum naquela região caririzeira.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top