Esperança no Campo e Domingo Rural evidenciam Marcha 2015 pela vida das mulheres e da agroecologia

A cidade de Lagoa Seca, realiza na próxima quinta-feira, 12 de março, a 6ª edição da Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia, evento que em sua sexta edição conta com o acompanhamento do Programa Domingo Rural e Esperança no Campo, programas que ano a ano vem fortalecendo as ações da agricultura e da pecuária de nossa região a exemplo da visibilidade das ações da mulher no processo produtivo e na vida rural semiárida.

Diversas entrevistas já foram trabalhadas no Domingo Rural e no Esperança no Campo a exemplo de diálogo com a componente do Polo Sindical e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimadas, Ana Paula Cândido que, mesmo de viagem de intercâmbio à França, fez parte do processo de construção do evento e, em entrevista, conta aos amigos e amigas ouvintes de nossas emissoras parceiras sobre a expectativa do evento. “A expectativa é boa, as caravanas já estão sendo organizadas, o ano passado Queimadas foi com seis ônibus e esse ano parece que os seis ônibus não vai dar. Então isso é gratificante porque não é só a marcha em si, não é só sair de Queimadas e ir para Lagoa Seca participar de um evento, mas í as mulheres queimadenses e os homens queimadenses, os jovens, em especial, também sabem porque estão saindo de Queimadas, sabem que não é só um passeio saindo do sindicato e das comunidades pra ir à Lagoa Seca só por ir, eles estão saindo daqui com uma bagagem de conhecimento do porquê que eu estou indo a Lagoa Seca e do porquê que eu ir, acho que vem fortalecendo cada dia mais nosso município nesta questão da liberdade feminina”, explica aquela liderança.
A expectativa dos organizadores é que participem cerca de cinco mil componentes dos diversos municípios a exemplo de Queimadas que estima levar cerca de 500 participantes conforme a componente do Polo Sindical e do STR de Queimadas, Angineide Pereira de Macedo. “Neste 2015 estamos indo à Lagoa Seca, ano passado foi em Massaranduba quando a gente conseguiu levar 300 mulheres, nesta marcha agora em Lagoa Seca estamos com uma meta de levar 500 mulheres”, explica dizendo que na marcha passada o sindicato teve a contribuição da Prefeitura Municipal de Queimadas e neste ano a dinâmica está sendo a mesma.
Segundo informações da assessora de comunicação do movimento, àurea Olímpia, a concentração da marcha será, à partir das 8h, no pátio do Centro de Eventos Marista, na entrada da cidade, às margens da BR 104 onde haverá a apresentação de uma peça, encenada pelo Grupo de Teatro Amador do Polo da Borborema, denunciando situações de violências vivenciadas pelas mulheres que buscam algum tipo de participação política e saem de suas casas à procura de conhecimento além da participação da cantora paraibana Sandra Belê que se apresentará na concentração e durante a caminhada.
Aquela assessora esclarece que além da participação das mulheres do Polo da Borborema, a Marcha também receberá caravanas vindas de várias regiões da Paraíba que compõem a Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba), o Coletivo Estadual de Mulheres do Campo e da Cidade, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra da Paraíba (MST-PB) entre outros movimentos de mulheres.
A programação se inicia às 8:00 horas com música e animação; 8:30 horas acolhida das caravanas; 9:oo horas abertura oficial; 9:10 horas apresentação de peça teatral; 9:30 horas interação sobre a peça; 9:35 horas testemunho; 10:00 horas saída da marcha; 11:00 horas concentração na Praça da Igreja Matriz com animação, feira, música e novos depoimentos); 12:00 horas mística de encerramento e às 12:30 horas lanche e retorno das caravanas.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top