Grupo de mulheres investe na produção de alimentos saudáveis em Campina

Um grupo de 25 mulheres de baixa renda do bairro do Catolé em Campina Grande resolveu se organizar e produzir coletivamente alimentos saudáveis. Segundo a assessora de comunicação do Centro de Ação Cultural(CENTRAC), Áurea Olimpia Figueiredo Rego, são cocadas de gergelim, granola, biscoitos integrais, bolos com cascas de frutas e a conhecida multimistura que começam a gerar renda para essas mulheres que não tinham oportunidade de emprego ou renda. “O objetivo delas é formar uma cooperativa para formalizar o empreendimento. Tudo começou com um apoio financeiro da Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE, instituição que apóia pequenos projetos no Brasil. Foi o suficiente para que elas começassem a produzir usando um espaço da paróquia local”, justifica Figueiredo, acrescentando que a partir do trabalho desenvolvido e a boa aceitação dos produtos fabricados, surgiu do próprio grupo, a idéia de formalização desse empreendimento, e essas mulheres se dispuseram a enfrentar esse desafio o que levou o grupo a estruturar, juntamente com o Centro de Ação Cultural – CENTRAC um projeto de geração de renda.Olímpia informou que hoje elas são as “Mulheres em Ação” grupo que conta com o patrocínio da Petrobrás e também com o apoio financeiro da BrazilFoundation e que já consegue colher os frutos de um trabalho que nasceu da união de donas de casa que acreditaram que podiam montar um empreendimento solidário e de cooperação que ao mesmo tempo que gera renda para famílias empobrecidas, contribui para segurança alimentar de famílias pobres e fortalece os laços entre moradores de uma zona pobre de um bairro. “O grupo atualmente se reúne todas as segundas-feiras no espaço anexo a igreja do Catolé pela tarde com cursos de formação na área de cooperativismo e economia solidária, além de oficinas de Gestão de Empreendedorismo Solidário, Relações Interpessoais, Manipulação de alimentos e higiene e segurança no trabalho”, finaliza.Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top