Paróquia de Olivedos comemora dia de São Francisco evidenciando ações agroecológicas

A paróquia da cidade de Olivedos no cariri paraibano celebrou no último sábado(04) o dia de São Francisco de Assis associando a prática da religião e a prática do Santo ás ações agroecológicas desenvolvidas pelas famílias dos agricultores na região semi-árida paraibana.

Com o tema: São Francisco valoriza a vida em plenitude, o evento constou de ampla programação envolvendo agricultores e agricultoras experimentadores na prática sustentável da agroecologia a exemplo da produção de biogás desenvolvida na comunidade Malhada de areia, produção de alimento para criação animal (silagem, feno, farelo etc.), exposição de experiências através de paineis de fotos, apresentação e debate sobre raças adaptadas (experiência de Chico de Biluca e Francinaldo), beneficiamento de frutas (Grupo de jovens de Juazeirinho), produção de hortaliças e plantas medicinais (Santa Cruz e São Vicente) dentre outras ações. O evento foi desenvolvido pela Paróquia Santana (Soledade, Olivedos e São Vicente do Seridó), Grupo da Pastoral Ecológica de Olivedos e Coletivo Regional contando com o apoio do Patac.

Stúdio Rural compareceu ao evento que contou com a Feira da Agricultura Familiar(foto) organizada pelas entidades de agricultores experimentadores e agricultores de cidades da região que apresentaram nos Stands as experiências desenvolvidas em agroecologia no mundo vegetal e animal.

Para o agricultor familiar de Olivedos, Francisco Xavier dos Santos, o evento foi de fundamental importância por ter tratado de fé associada aos modelos de produção de alimentos com sustentabilidade, criando uma consciência de que não basta produzir, mas deve-se trabalhar agricultura sem agredir o meio ambiente. “Hoje a gente comemora o Dia de São Francisco, ele foi quem deu muito valor a ecologia e mostrando que tudo é vida, então nós como agricultores temos que zelar pela vida da natureza, dos animais aproveitando esse grande dia para a comunidade e a gente espera que permaneça essa comemoração no dia de hoje”, reivindica o agricultor.

Ailma Batista Araújo é componente da Pastoral da Agroecologia e é da opinião de que o dia do santo representa muito para as famílias que trabalham de forma agroecológica devendo passar por uma ampliação em anos seguintes. “Foi ele quem deixou esse exemplo pra gente começar a cuidar da terra, da ecologia, dos animais, lembrando que tudo isso é vida”, argumenta a liderança.

Já o assessor técnico do Patac, José Valterlândio Cardoso, justificou que a segunda edição do evento tem o apoio do Patac em parceria com o Coletivo de Educação da região por se tratar de um espaço que une a fé a prática das famílias de agricultores na busca da sustentabilidade regional. “Pelo segundo ano o Patac através do Coletivo Regional do Cariri, Curimataú e Seridó participam dessa comemoração da festa de São Francisco, porque São Francisco é o padroeiro dos animais, então a gente tenta trazer as experiências desenvolvidas no Coletivo, principalmente voltadas para o manejo sustentável da criação animal pra que as famílias daqui desses municípios possam ter oportunidade de conhecer essas experiências”, argumenta o técnico.

“É um dia muito significativo pra comunidade porque São Francisco é um dos padroeiros da comunidade e o pessoal aqui tem muita devoção ao São Francisco e a gente aproveita esse dia para dar um significado muito maior ao evento, então a gente aproveita pra fazer neste dia já que São Francisco é o padroeiro da ecologia um dia inteiro de festa da vida, um evento que a gente chama festa da vida que é um dia de a gente resgata com os agricultores com o povo da cidade também tudo aquilo que ajuda a recuperar a dignidade a vida das pessoas”, explica o padre Rômulo Remígio Viana, ao dialogar com a equipe Stúdio Rural, acrescentando que desde a campanha da fraternidade 2007 a comunidade organizou-se através da Pastoral da Ecologia com o apoio do Coletivo Regional de Educação Solidária, Patac e ONG Utopia, objetivando á construção da consciência crítica e na descoberta de novas técnicas que possam ajudar na melhor qualidade de vida das famílias de agricultores e dos consumidores do município de Olivedos e região.

Ele disse que a existência da Pastoral da Ecologia é de fundamental importância para a vida dos produtores já que com as ações, associadas a oração, ajuda na transformação das pessoas na prática religiosa associada ao modelo produtivo comprometido com um modelo sustentável de vida e produção levando em consideração o modelo inspirador de vida de São Francisco de Assis. “São Francisco a gente colocou como tema esse ano na festa da vida já que ele valoriza a vida em plenitude, a questão da dignidade, a questão respeito ao meio ambiente, pensar em São Francisco hoje é pensar em respeito ao meio ambiente, pensar em tudo que tem relação com as pessoas e as pessoas relacionadas com todos os seres”.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top