Umbu e palma forrageira em sistemas agroflorestais é tema de encontro de entidades em Campina Grande

A cidade de Campina Grande foi sede de um encontro de representações de entidades em evento que aconteceu na última quarta-feira, 21 de agosto, e objetivou debater conteúdos e estratégias para elaboração de um projeto que integre a cultura do umbu e palma forrageira aos sistemas agroflorestais na agricultura familiar.

O tema foi evidenciado no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural do último final de semana a partir de entrevista com o extensionista e gerente da Empaer regional Campina Grande, Ailton Francisco dos Santos, detalhando o evento que aconteceu na sede do Insa. “Quarta-feira a gente esteve reunido lá no Insa com a Prefeitura de Campina Grande, com o Instituto Nacional do Semiárido(insa) e a Empaer pra discutir um projeto num sistema agroflorestal com palma forrageira e umbu, foi um evento onde a gente debateu um projeto propriamente dito e tiramos alguns encaminhamentos para o andamento desse projeto”, explica Ailton Santos em contato direto com o público ouvinte Queimadas FM e Serrana de Araruna AM.

Aquele extensionista falou sobre o papel que a prefeitura de Campina Grande exercerá para o fortalecimento do projeto já que tradicionalmente tem sido janela para a expansão de culturas e economias como sisal, algodão dentre outras tecnologias e que o novo secretário da Agricultura de Campina Grande, Renato Gadelha, se comprometeu em intensificar ações na gestão Romero Rodrigues para que o umbu se fortaleça dentro de projetos sustentáveis que venham somar com a diversidade e venha fazer parte da culinária em eventos como Maior São João do Mundo, Encontro da Nova Consciência e Consciência Cristã dentre outras importantes atividades acontecidas na cidade e região. “Renato Gadelha é um médico entusiasta do umbu e tem um projeto muito bom de continuidade do que o professor Fábio Agra vinha desenvolvendo, então Fábio Agra fez um trabalho magnifico de monitoramento dos umbuzeiros em Campina, então a Secretaria Municipal de Agricultura hoje tem exatamente quantos pés de umbu tem no município de Campina Grande todo mapeado, georeferenciado num trabalho muito bom que Fábio fez e Renato está continuando e o objetivo de Renato é que a gente possa fazer uma parceria forte entre as instituições para que a gente possa desenvolver a cultura do umbu”, explica aquele extensionista ao dialogar com nosso público via emissoras parceiras.

Ailton detalhou os encaminhamentos do evento e garante que nova agenda já fica definida para dar continuidade ao conjunto das ações parceiras. “Como próximo passo, nós vamos agora dar uma melhorada nesse projeto que foi apresentado como projeto piloto, ele foi debatido durante um período de mais de duas horas onde surgiram várias ideias, a gente vai finalizar, acrescentar as ideias das demais instituições, o que o Insa propõe, o que a prefeitura também, o que nós da Empaer com nossas opiniões, então nós vamos pegar todas essas opiniões, todos os ajustes no projeto, vamos dar uma melhorada nesse projeto e num período de duas a três semanas nós vamos marcar um evento no Insa para fazer a assinatura do termo de parceria técnica”, explica aquele extensionista.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo