Embrapa Algodão recebe deputados paraibanos e expõe pesquisas e tecnologias

A Embrapa Algodão Campina Grande recebeu na última segunda-feira(25) deputados estaduais que participaram de uma palestra proferida pelo pesquisar chefe daquela unidade, Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão, falando sobre tecnologias, estrutura proporcionada àquela casa pelo governo federal na atualidade e sobre a necessidade de se criar meios de expansão para que as tecnologias possam chegar até os campos produtivos e, neste aspecto, a Assembléia Legislativa paraibana pode exercer importante papel.

Para o presidente da Assembléia Legislativa paraibana, deputado Arthur Cunha Lima, a ação da Embrapa foi essencial em expor as ações já trabalhadas por aquela empresa e logo convidou a Embrapa para marcar presença na Assembléia Legislativa falando sobre energias alternativas e renováveis em evento que acontecerá no mês de julho deste ano.

O deputado estadual Francisco de Assis Quintans disse que saiu da reunião oxigenado na busca de alternativas para que as cultivares cheguem aos campos produtivos do Estado da Paraíba e garante que a reunião que acontecerá no mês de julho deste ano será de fundamental importância para que seja visibilizado o que se tem pesquisado e que é cultura de interesse da sociedade e da economia paraibana. “Lógico, lá é a casa do povo, a Assembléia Legislativa é o poder que representa o sentimento da população, poder executivo, judiciário, Tribunal de Contas, Mistério Público e lá nós vamos ter um ambiente amplo para que tenhamos uma discussão não só do algodão, nós vamos ter a oportunidade de discutir sobre a mamona, sobre o pinhão manso que está muito a desejar e precisa relativamente de uma discussão muito profunda e informar bem a sociedade pra não estar confundindo a sociedade”, argumenta Quintans.

Já o deputado Manoel Ludgério disse ter sido momento de suma importância já que a Embrapa tem um extraordinário volume de pesquisas mas é preciso que todos os segmentos que interagem permanentemente com a sociedade e órgãos públicos possam dar vazão e conhecimento a cerca dessa fonte de pesquisas e disse que isso faz com que a assembléia possa transmitir á sociedade a importância daquela casa de pesquisas no sentido de que as experiências, conhecimentos e tecnologias possam ser aplicados em favor da sociedade.

O chefe geral e pesquisador da Embrapa, Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão, ao falar com Stúdio Rural, disse que a meta foi alcançada já que a Assembléia representa um dos mais importantes órgãos e disse que falou de culturas de fundamental importância para a geração de trabalho, renda e geração de alimentos pela agricultura paraibana e disse que na reunião que acontecerá na casa legislativa no mês de julho a Embrapa fará ampla exposição das alternativas tecnológicas criadas e ou melhoradas pelos pesquisadores da Embrapa Campina Grande. “Falamos sobre as pesquisas já feitas, todo o arsenal de tecnologias que nós geramos nesses últimos 34 anos de existência dessa unidade, mais de 35 variedades de algodão herbáceo, 4 variedades de gergelim, 3 variedades de mamona, enfim, todo um sistema de produção e o que estamos fazendo para o futuro, algodão resistente a bicudo, algodão com fibras modificadas para melhorar a malheabilidade dos tecidos e outras pesquisas em todas as áreas do conhecimento agronômico, tecnológico e agora também químico, bioquímico e fisiológico”.

O também pesquisador da Embrapa e atual delegado federal do desenvolvimento agrário no Estado da Paraíba, agrônomo Marenilson Batista da Silva, participou do evento e falou com nossa equipe sobre a importância do encontro, sobre as tecnologias existentes e sobre o papel de todas as entidades de governos federal, estadual, municipais e da sociedade civil que devem se unir cada vez mais no sentido de fazer chegar as tecnologias até os campos produtivos, gerando trabalho e renda através de materiais pesquisados que representam alto investimento com o dinheiro do povo brasileiro e que deve ser revertido o mais rápido possível para as famílias produtoras e ao consumidor em geral. “Primeiramente gostaria de parabenizar a Embrapa por essa oportunidade de está abrindo as portas para dialogar com a sociedade, no dia de hoje vários parlamentares influentes no Estado da Paraíba estiveram exatamente para conhecer e também colocar suas idéias e construir estratégias capazes de levar a Paraíba para um rumo da agricultura que ela merece que até hoje não foi”, argumenta Batista lembrando que somente a tecnologia não é o suficiente e acrescentou sobre a importância de se fortalecer a extensão rural com participatividade, ter um processo de crédito com excelência de funcionamento, desenvolver um trabalho de melhor organização das famílias agricultoras para que, de forma integrada, possa se executar um projeto que una os elos entre a produção até o consumo.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top