Pesquisador Embrapa evidencia cultivo do algodão orgânico em seis estados do semiárido

Objetivando avaliar as dinâmicas para a produção do algodão orgânico em sistemas agroalimentares em seis estados do semiárido brasileiro, o pesquisador da Embrapa Algodão, Felipe Macedo Guimarães(foto arquivo), participou do Programa Domingo Rural detalhando informações que vão do processo de organização das famílias agricultoras, dinâmicas de compartilhamento de conhecimento em pesquisa participativa até as relações de mercado que garantam o processo venda via contrato antecipados.

Macedo informou que, apesar da pandemia, o ano de 2020 vem apresentado resultados satisfatórios já que, mesmo via redes sociais, as famílias têm adotado as tecnologias em suas plantações com resultados positivos surpreendentes. “Já tem bastante tempo que a gente vem trabalhando com o algodão orgânico no semiárido e vem sendo expandido para várias regiões em vários estados da região Nordeste, são vários parceiros que estão presentes, nós temos aqui na Paraíba a Empaer que tem um grande trabalho no apoio técnico para a produção do algodão agroecológico, nós temos outros projetos paralelos onde a Embrapa tem parceria muito exitosa com a Diaconia em vários estados da região e isso vem fazendo com que os agricultores tenham apoio que possam desenvolver da melhor forma possível as suas atividades”, explica Macedo Guimarães.

Macedo falou sobre a procura de informações por parte de pessoas e entidades de toda a região com a meta de já se anteciparem para a construção de novos projetos parceiros para a produção no ano seguinte e lembrou que o caminho correto é sempre a partir das relações que se constroem nos coletivos locais com as entidades sociais, de extensão, sindicato da categoria até mesmo com a Embrapa.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top